AVISO - FERIADO SÃO PAULO: Seguiremos com atendimento segunda/terça/quinta/sexta. Maiores informações, entrar em contato via WhatsApp

Fevereiro Roxo – Vida Saudável

Publicado em: https://www.tokiomarine.com.br/vidasaudavel/2020/02/13/fevereiro-roxo/

Campanha de Conscientização do mês alerta para a importância da prevenção das doenças de Alzheimer, Fibromialgia e Lúpus

Neste mês a cor roxa vem simbolizar a prevenção e os cuidados dessas três doenças de difícil controle. Por isso é importante diagnosticá-las em um estágio inicial, para que os seus sintomas sejam retardados e para que as pessoas tenham mais qualidade de vida.

Marcus Yu Bin Pai, médico especialista em fisiatria e colaborador do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, explica que infelizmente estas doenças ainda envolvem muita falta de informação. “Muitas pessoas têm os seus sintomas mal compreendidos pela família. Por exemplo, a fibromialgia: a dor pode ser difusa, com padrões diferentes, e variar de um dia para outro. Como exames de sangue e de imagem resultam em normais, o diagnóstico muitas vezes é subestimado, e a doença é interpretada como psiquiátrica.”

A importância de uma avaliação e do diagnóstico precoce, de acordo com Dr. Marcus, é a possibilidade de se promover um tratamento individualizado e otimizado. “Nem sempre há a remissão completa, mas o paciente pode voltar a ficar mais independente, ter mais conforto e qualidade de vida. Ele aprende as suas capacidades e limitações e consegue lidar com os sintomas primários e secundários da patologia.”

Conscientizar as pessoas a identificarem sintomas para um diagnóstico precoce é importante. “São doenças ‘invisíveis’, mas que podem comprometer muito a qualidade de vida do indivíduo, a sua família e o seu ambiente.”, lembra o especialista.

Lúpus

Doença autoimune, que ao afetar os vasos sanguíneos (vasculite), pode envolver quase todos os sistemas orgânicos do corpo, como os rins (hipertensão, insuficiência renal) e cérebro (dor de cabeça, alterações na personalidade, convulsões e psicose). Também pode causar febre, inflamação do revestimento das cavidades do corpo (abdômen, peritonite, pleurite); anormalidades do revestimento interno (endocardite) e inflamação do músculo cardíaco; gerar artrite e intolerância à luz solar.

  • Existem gatilhos que podem piorar o lúpus, como a exposição à luz solar, que deve ser evitada. O portador deve usar sempre proteção (protetor solar com proteção UVA e UVB) com fator alto, como 70.
  • Luzes halógenas e fluorescentes também emitem raios ultravioletas e devem ser evitadas.
  • Alguns medicamentos, incluindo alguns vendidos sem receita, podem desencadear uma crise de lúpus. Consulte o médico antes de tomar qualquer medicamento, suplemento (como melatonina por exemplo) ou tratamento com ervas.
  • Consuma cereais integrais, frutas, vegetais, peixes e nozes, alimentos com propriedades anti-inflamatórias.

Fibromialgia

É uma doença que gera dor crônica (ou seja, diária e por mais de três meses) em qualquer parte do corpo, sendo uma dor de características difíceis de analisar, pois pode ser confundida com outras dores (enxaquecas, artrites, lombalgias).

A fibromialgia provoca cansaço e fadiga extrema, comprometimentos cognitivos e alterações intestinais.

Alzheimer

A doença de Alzheimer é um tipo comum de demência, em que a função mental e as habilidades intelectuais se deterioram progressivamente. O efeito é grave o suficiente para prejudicar a funcionalidade, o desempenho e as habilidades sociais do paciente.

É uma doença neurodegenerativa, em que ocorre a morte das células cerebrais ao longo do tempo. As primeiras áreas afetadas são as responsáveis pela memória.

Embora nem toda perda de memória indique Alzheimer, uma em cada dez pessoas com mais de 65 anos tem a doença.

Tratamento

O tratamento envolve principalmente medicamentos adequados a cada doença. No caso do lúpus e da fibromialgia, tratamentos contra o estresse (o humor é frequentemente afetado) podem ajudar a diminuir a intensidade dos sintomas. É importante essas pessoas evitarem situações de estresse sempre que possível.

No caso do Alzheimer faz parte do tratamento o treinamento cognitivo.

Para todas as doenças é fundamental a atividade física. Tratamentos complementares como fisioterapia, exercícios aeróbicos, yoga, acupuntura são importantes para que a pessoa volte a sentir melhor mobilidade e condicionamento, melhorando o sono e diminuindo o nível de estresse.

Visite o médico regularmente.