AVISO: A partir de 13/07, estamos atendendo na Rua Saint Hilaire 96 (a 5 minutos da clínica antiga), de segunda a sábado. Maiores informações, entrar em contato via WhatsApp

O que são os Pontos de Acupuntura?

Aprenda mais sobre os pontos de Acupuntura

Pontos ou “acupontos” são os locais na pele em que se aplicam as agulhas1. Localizam-se no trajeto dos meridianos, geralmente próximos às estruturas onde existem muitas terminações nervosas como feixes musculares, tendões, ligamentos e articulações. O conceito antigo era que nesses locais havia um aumento da circulação de energia e sangue e, por isso, estes eram chamados de pontos energéticos.

Se compararmos o significado do conceito antigo com o atual, podemos perceber que as áreas onde existem muitas terminações nervosas, com conseqüente maior atividade elétrica, correspondem a locais de muita energia na linguagem arcaica. Assim, temos a equivalência de significados de dois conceitos aparentemente distintos, quando na realidade falamos da mesma coisa, embora com linguagem diferente.

 

 

 

Banner Image

 

 

Para reforçar ainda mais essa comparação, sabe-se, desde os anos 60 do século passado, que 99% dos pontos onde existem muitas terminações nervosas e mais de 70% dos pontos de acupuntura correspondem aos pontos-gatilho2, ou seja, pontos bastante doloridos à pressão, mesmo em estado considerado normal.

Ao inserir uma agulha no ponto, o médico espera obter a sensação de “Qi”, referida pelos pacientes como sendo a sensação de dormência, peso, ardência, dor discreta e até mesmo de prurido (coceira). Essas diferentes sensações são resultado do toque das agulhas nas terminações nervosas de fino e médio calibre. Reforça esse conceito a verificação da diminuição ou mesmo da perda da capacidade de percepção do “Qi”, nos doentes que apresentam qualquer tipo de alteração neurológica, como aquelas causadas por diabetes ou uso crônico de bebida alcoólica e eventualmente por envelhecimento. Nesses casos, é esperado que a resposta à acupuntura seja mais lenta, precisando de um maior número de aplicações para atingir o objetivo terapêutico.

Diante disso, pode-se concluir que a primeira ação de acupuntura depende da rede nervosa periférica; se esta estiver lesada, afetada também estará a eficácia da acupuntura. Os pontos usados na prática da acupuntura são numerosos e, atualmente, se considerarmos os pontos clássicos e os extras, eles podem chegar a dois mil.

 

 

Banner Image

 

 

Na prática, um médico precisa dominar pelo menos 120 pontos de acupuntura, sendo fundamental localizá-los com precisão. Para tanto se fez necessário confecção de mapas, desenhos e modelos anatômicos, que passaram a ter grande utilidade na rotina diária.

Nos casos de desarmonia, ou seja, nas condições de doenças pré ou já instaladas, esses pontos podem tornar-se sensíveis ao toque ou manifestar-se doloridos, além de surgirem alterações na cor e na textura da pele ou até formação de nódulos. Em geral, esses pontos alterados situam-se nas proximidades de ramos nervosos, isto é, nas articulações e nos músculos das costas e dos quatro membros. E a inserção das agulhas nesses pontos costuma apresentar maior eficácia terapêutica que em outros.

Dr. Marcus Yu Bin Pai

CRM-SP: 158074 / RQE: 65523 - 65524 | Médico especialista em Fisiatria e Acupuntura. Área de Atuação em Dor pela AMB. Doutorando em Ciências pela USP. Pesquisador e Colaborador do Grupo de Dor do Departamento de Neurologia do HC-FMUSP. Diretor de Marketing do Colégio Médico de Acupuntura do Estado de São Paulo (CMAeSP). Integrante da Câmara Técnica de Acupuntura do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP). Secretário do Comitê de Acupuntura da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED). Professor convidado do Curso de Pós-Graduação em Dor da Universidade de São Paulo (USP). Membro do Conselho Revisor - Medicina Física e Reabilitação da Journal of the Brazilian Medical Association (AMB).
Send this to a friend