CENTRO DE TRATAMENTO DE DOR: Dor, Acupuntura Médica, Ondas de Choque, Fisiatria e Fisioterapia.

Travesseiro para dor no pescoço: Como escolher o modelo ideal

Qual o melhor travesseiro para dor no pescoço? Você sabia que a escolha incorreta do travesseiro pode não só piorar como causar dor na região cervical?

O travesseiro deve apoiar a curva lateral da cabeça, já que a posição ideal para dormir é de lato, sustentando a cabeça, o pescoço e a coluna. Se você prefere dormir de costas, o travesseiro deve sustentar a cabeça, o pescoço e os ombros. 

Em todo caso, é importante escolher o tamanho e o tipo ideal. É exatamente sobre isso que trataremos ao longo deste artigo. 

Leia mais sobre dor no pescoço, principais causas e tratamentos.

Tanto o colchão como o travesseiro devem ser escolhidos com bastante atenção. É importante lembrar que você passará horas deitado e que o travesseiro é mais do que um mero apoio para a cabeça. 

Uma escolha mal feita pode resultar em diversos problemas, dentre eles cervicalgia, cefaleias, torcicolos e formigamentos nos braços e mãos.

O modelo deve respeitar a curvatura fisiológica da coluna cervical. Assim, é necessário que se adapte à necessidade individual, respeitando a distância entre os ombros e a face. Ao deitar de lado, os ombros não devem ficar sobre o travesseiro, independente da posição utilizada. 

Quem dorme de costas deve reparar a coluna cervical, que não pode estar hiperextendida nem hiperflexionada.

Como você pode ver, a posição de dormir está diretamente relacionada à escolha do travesseiro ideal. 

Se você costuma dormir de lado e opta por um travesseiro baixo, por exemplo, pode causar uma inclinação lateral do pescoço, o contrário acontece se o modelo for mais alto do que deveria. O ideal para quem dorme de lado é ficar com a coluna reta.

Em relação às crianças, que ainda estão em fase de crescimento, o cuidado é ainda mais importante, já estão sujeitas à alterações posturais.

Como escolher o melhor tipo de travesseiro?

Vai depender da posição que você dorme. De forma simples, o modelo ideal é o que possui a altura do seu ombro, ou seja, aquele que ocupa o espaço entre a cabeça e o colchão para que não ocorra inclinação da cabeça para nenhum dos lados. 

Se você dorme de lado, escolha uma opção mais baixa para evitar inclinações da coluna.

Os riscos de dormir com o travesseiro errado

dor no pescoço

Escolher mal o travesseiro é uma das principais causas de dor no pescoço. As consequências incluem ainda cansaço excessivo durante o dia e alterações de humor. Além disso, é fator de risco para condições como: 

Problemas na coluna

De acordo com especialistas, 8 em cada 10 pessoas sofrerão com problemas de coluna em algum momento da vida. Isso acontece principalmente por causa dos vícios de posturas, que aparecem não só quando estamos acordados, mas também por causa de como dormimos. 

Ficar 8 horas com a coluna desalinhada pode causar não apenas dores, mas até mesmo desvios de coluna.  

Torcicolo

Torcicolo é uma das causas mais frequentes de dor no pescoço, consequência de lesões na coluna cervical ou nos músculos da região. Além do desconforto, as pessoas acometidas apresentam dificuldades para movimentar o pescoço. 

Em muitos casos, o travesseiro errado é o responsável por tais lesões, e isso pode acontecer em qualquer fase da vida.

Dores musculares

Por fazer com que durmamos com a postura errada, o travesseiro pode acabar impedindo que os músculos relaxem durante a noite, assim acordamos com a sensação de não ter dormido, o que leva a dores musculares e ao cansaço excessivo. 

A longo prazo, o problema pode dar origem a processos inflamatórios e a dores mais graves.

Tendinite

Assim como acontece no trabalho, a má postura ao dormir também pode causar tendinite. O agravante é que muitas vezes a pessoa sequer percebe que isso está acontecendo. 

A condição é marcada por inflamação aguda dos tendões e pode ocasionar dores fortes e comprometer os movimentos do pescoço. 

Artrite/Artrose

Outra consequência da má postura ao dormir, ou seja, da má escolha do travesseiro, é a artrite ou artrose, o que muitos chamam de reumatismo. 

Esses quadros são caracterizados por inflamação das cartilagens que protegem os ossos nas articulações. Se mantidos por longos períodos sem tratamento podem dar origem a deformidades.

Dúvidas Frequentes

Travesseiro alto ou baixo, qual o melhor?

Se você forme de lado, provavelmente irá precisar de um travesseiro um pouco mais alto. Como vimos, o travesseiro deve ocupar todo o espaço do ombro. 

Para quem dorme de costas, a opção ideal geralmente é um modelo mais baixo, para não forçar a cabeça para frente e respeitar a posição da coluna e do pescoço.

Tenho problema de coluna, possa usar travesseiro?

Sim, porém, deve ficar bastante atento ao modelo ideal para não piorar a sua condição. Na verdade, utilizar o travesseiro ideal pode ser uma forma de aliviar a dor.

Qual o melhor modelo para a coluna?

Travesseiros que são confortáveis e que não forcem a coluna para os lados ou para frente. Não devem ser muito duros e nem mesmo muito moles, para darem suporte adequado ao corpo. 

Espuma viscoelástica ou pena de gansos?

A espuma viscoelástica, também chamada de travesseiro da Nasa, é a que melhor molda à face. Além disso, facilita a troca de temperatura de acordo com o seu corpo. 

Mas, como vimos, o fator mais importante é como você dorme, sendo o ideal dormir de lado. O melhor, é conversar com o seu médico, em especial se você possui alguma condição específica.

Qual a maneira correta de deitar no travesseiro?

Como a melhor posição para dormir é de lado, essa é também a posição correta de deitar no travesseiro. De preferência, com um travesseiro no meio das pernas para garantir que a coluna esteja reta. 

Qual o melhor travesseiro para evitar dor no pescoço?

Aquele que permite um bom alinhamento da coluna cervical e torácica. Geralmente, um modelo mais firme. Quanto ao tamanho, como vimos, varia. Se você dorme de lado, da altura do ombro, se dorme de costas, mais baixo. 

Leia mais sobre dor no pescoço, principais causas, tratamentos e quando se preocupar.

Dr. Marcus Yu Bin Pai

CRM-SP: 158074 / RQE: 65523 - 65524 | Médico especialista em Fisiatria e Acupuntura. Área de Atuação em Dor pela AMB. Doutorado em Ciências pela USP. Pesquisador e Colaborador do Grupo de Dor do Departamento de Neurologia do HC-FMUSP. Diretor de Marketing do Colégio Médico de Acupuntura do Estado de São Paulo (CMAeSP). Integrante da Câmara Técnica de Acupuntura do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP). Secretário do Comitê de Acupuntura da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED). Presidente do Comitê de Acupuntura da Sociedade Brasileira de Regeneração Tecidual (SBRET). Professor convidado do Curso de Pós-Graduação em Dor da Universidade de São Paulo (USP). Membro do Conselho Revisor - Medicina Física e Reabilitação da Journal of the Brazilian Medical Association (AMB).  

3 Comentários

Deixe o seu comentário.

Deixe o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Send this to a friend