AVISO: Informamos que devido ao COVID-19, estamos fechados temporariamente a princípio até o dia 07/04. Para maiores informações, favor entrar em contato via WhatsApp

Pós Graduação – Acupuntura e Asma

Defesa de Doutorado em Ciências do Dr. Hong Jin Pai na USP

O Dr. Hong Jin Pai apresentou sua defesa de Doutorado em Ciências no Anfiteatro da Patologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo no dia 11 de março de 2014.

O trabalho apresentado foi “Efeitos da acupuntura sobre os pacientes com asma leve e moderada persistentes: um estudo randomizado, controlado e cruzado”

O projeto foi orientado pelo Prof. Dr. Raymundo Soares de Azevedo Neto e foi co-orientado pelo Prof. Dr. Chin An Lin.

A banca examinadora consistiu do Prof. Dr. Raymundo Soares de Azevedo Neto, Prof. Dra. Rosa Alves Targino de Araujo, Prof. Dra. Maria Lucia Bueno Garcia, Prof. Dr. Wu Tu Hsing e Prof. Dra. Mary Uchiyama Nakamura

Introdução:

Este estudo foi realizado com o intuito de avaliar efeitos da acupuntura sobre os pacientes com asma leve e moderada persistentes com o uso de beta-2 agonista ou corticoide inalatório.

Métodos e casuística:

Trata-se de um estudo prospectivo, duplo-cego, randomizado e cruzado com dois braços. Os 74 pacientes com diagnóstico de asma leve/moderada, de acordo com a classificação de GINA 2002/2003, foram divididos em dois grupos, sendo 31 do Grupo I, e 43 do Grupo II inicialmente. Foram realizadas consultas médicas e exames que incluíram espirometria, citologia de escarro induzido, NO expirado, preenchimento de escala de sintoma, questionários de qualidade de vida de asma e de SF 36, e realização de peak-flow, dependendo da Fase do protocolo. A Fase I constituiu-se dos exames pré-intervenção. Na Fase II, foram realizadas 10 sessões de Acupuntura Real no Grupo I e 10 sessões de Acupuntura Sham no Grupo II, na Fase III, houve 4 semana de washout, na Fase IV, houve a troca de técnicas de acupuntura, sendo uma sessão por semana e, na Fase V, realização dos exames.

Resultados:

Não há diferença nos critérios de avaliação no pré-tratamento entre dois grupos, com exceção de maior celularidade inflamatória no Grupo II. No entanto, houve uma redução significativa de eosinófilos (p = 0,035) e neutrófilos (p = 0,047), e aumento de macrófagos (p = 0,001), melhora da medida de volume do peak-flow (p = 0,01) na fase IV do Grupo II. No Grupo I, na avaliação de escala de sintomas diária, havia menor uso de medicação de resgate (p = 0,043) na Fase II, e, depois de receber a Acupuntura Sham na Fase IV, havia menos tosse (p = 0,007), menos chiado (p = 0,037), menos dispneia (p < 0,001) e menor uso de medicação de resgate (p < 0,001). No Grupo II, após receber o tratamento com a Acupuntura Sham na Fase II, houve diminuição de tosse (p = 0,037), de chiado (p = 0,013) e de dispneia (p = 0,014), e, na Fase IV, havia menos tosse (p = 0,040), sibilos (p = 0,012), dispneia (p < 0,001) e menos despertares noturnos (p = 0,009). Nos questionários de qualidade de vida de asma e de SF 36, foram encontrados alguns aspectos de melhora significantes na Acupuntura Sham dos dois grupos em relação à Fase I, mas os resultados da Acupuntura Real tiveram maiores índices de melhora em relação aos resultados da Acupuntura Sham nos dois grupos. Mas não há diferença significativa entre os dois na qualidade de vida de SF 36. Entretanto, não houve alteração de avaliação de espirometria e de óxido nítrico expirado.

Conclusão:

Este estudo demonstrou que o uso de Acupuntura Real num grupo de pacientes com a celularidade mais inflamatória teve melhor resultados de sintomas diários, tais como dispneia e despertar noturno, de medida de volume de peak-flow matutina, e de avaliação de qualidade de vida em asma e SF36, além da diminuição quantitativa de neutrófilos e de eosinófilos, com aumento de macrófagos, que justificam os efeitos anti-inflamatórios e imunitários. A acupuntura é uma terapia segura, não havendo nenhum efeito colateral observado neste projeto que possa interferir com a vida cotidiana e pode ser de grande auxílio no alívio de sintomas, com melhora de qualidade de vida e, possivelmente, pode ter uma ação na modulação do processo inflamatório de vias aéreas.

A íntegra do projeto está disponível para download em formato .pdf no no site da USP.

Deixe o seu comentário

Send this to a friend