AVISO: Atendimento de segunda à sábado, seguindo protocolos de segurança.

Acupuntura e Dismenorréia

Dismenorréia

dismenorreia

Dismenorreia, ou cólicas menstruais, consiste em cãibras originárias no útero imediatamente antes ou durante a menstruação. Podem ser primárias (sem qualquer patologia orgânica) ou secundário (associada a uma condição patológica, tal como a endometriose ou cistos nos ovários). A dor geralmente dura entre 8 e 72 horas.

As adolescentes são mais propensas do que as mulheres mais velhas de ter dismenorreia primária porque a condição pode melhorar com a idade.

A dismenorreia secundária tende a ser menos comum em adolescentes, pois o aparecimento de condições causais pode não ter acontecido ainda. As estimativas sugerem que cerca de 25-50% das mulheres adultas e cerca de 75% das adolescentes sentem dor durante a menstruação e 5-20%  sentem uma dor grave que as impedem de prosseguir com suas atividades habituais. Quanto maior a duração média da menstruação mais grave a dismenorreia.

Além disso, menarca precoce e tabagismo têm sido associadas também com a dismenorreia.

O tratamento convencional tem o objetivo de aliviar a dor e inclui anti-inflamatórios não esteroidais, a pílula anticoncepcional oral, acetato de depo-medroxiprogesterona, dispositivo intra-uterino liberador de levonorgestrel, danazol e leuprolide acetato.

Como a acupuntura pode ajudar

acupuntura e relaxamento stress

 

Recentes revisões sistemáticas de ensaios clínicos randomizados (ECR) constataram que tanto a acupuntura e acupressão são eficazes para a dismenorreia primária, fornecendo significativamente mais alívio da dor do que os tratamentos farmacológicos.

As comparações da acupuntura com a acupuntura sham trouxeram resultados variáveis e não houve uma diferença significativa na comparação geral. Isto é consistente com o ponto de vista de que os controles sham são intervenções ativas, não placebos, fornecendo resultados não confiáveis que podem subestimar os efeitos da acupuntura.

Duas revisões sistemáticas anteriores identificaram a escassez de ensaios de alta qualidade sobre a acupuntura para dismenorreia e assim não poderiam tirar conclusões definitivas. Desde então, tem havido mais ensaios clínicos randomizados, especialmente na China, daí as conclusões mais fortes em 2010.

A evidência mais convincente vem de um ensaio alemão de alta qualidade que também mostrou que a acupuntura é rentável. Para outras condições ginecológicas a base de investigação é escassa. Por exemplo, uma revisão sistemática de ensaios sobre a acupuntura para miomas não encontrou provas que encaixam seus critérios de inclusão.

 

acupuntura hong jin pai

 

A acupuntura pode ajudar a reduzir os sintomas de dismenorreia por:

 

 

Regular as atividades neuroendócrinas e a expressão do receptor dependente do eixo hipotálamo-hipófise-ovário;

Aumento dos níveis de óxido nítrico que relaxa o músculo liso e, consequentemente, pode inibir as contrações uterinas;

Aumentar o relaxamento e redução da tensão. Acupuntura pode alterar a química hormonal do cérebro, reduzindo os níveis de serotonina e aumentando endorfinas e os níveis de Y neuropeptídios, que podem ajudar a combater os estados afetivos negativos;

Estimulando nervos localizados nos músculos e outros tecidos, o que leva à liberação de endorfina e outros fatores neuro-humorais e altera o tratamento de dor no cérebro e na medula espinal;

Redução da inflamação, através da promoção da liberação de indicadores vasculares e imunomoduladores.

Prof. Dr. Hong Jin Pai

CRM-SP: 36399 / RQE: RQE: 29862 Médico especialista em Acupuntura, formado pela Faculdade de Medicina da USP, com especialização e pós-graduação em Acupuntura na China. Atua no atendimento ambulatorial assistencial e didático no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP), participa e coordena estudos científicos no HC-FMUSP, e também atua como especialista em Acupuntura em sua clínica particular há mais de 35 anos. Dr. Hong Jin Pai é também Professor Colaborador do Instituto de Ortopedia do HC-FMUSP.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Send this to a friend