AVISO: Retornaremos o atendimento parcialmente a partir de 07/04. Para maiores informações, favor entrar em contato via WhatsApp

Acupuntura no tratamento da TPM – Tensão Pré Menstrual

acupuntura na tensao pre menstrual tpm

A Síndrome Pré-Menstrual (SPM), também conhecida como Tensão Pré-Menstrual (TPM), refere-se a um complexo de sintomas físicos e/ou emocionais que ocorrem repetidamente, de modo cíclico, antes da menstruação (fase lútea) e que diminuem ou desaparecem com a menstruação. Atualmente, acredita-se que mais de 150 sintomas diferentes possam ser observados com o ciclo menstrual, podendo atingir intensidade suficiente para interferir nos aspectos da vida.

Sintomas da Tensão Pré-Menstrual

infografico tpm

As mulheres com Síndrome Pré-Menstrual grave e prolongada quase sempre apresentam reações psicológicas secundárias, incluindo dificuldades de sociabilidade, tais como discórdia conjugal, dificuldade em manter amizades e isolamento das atividades sociais. Os sintomas mais comuns são:

a) Somáticos (físicos): distensão abdominal; acne; intolerância ao álcool; ingurgitamento e hipersensibilidade das mamas; constipação e diarréia; cefaléia; edema periférico; aumento de peso.

b) Sintomas mentais e emocionais: ansiedade; alteração da libido; depressão; fadiga; desejos alimentares; hostilidade; incapacidade de concentração; aumento de apetite; insônia; irritabilidade; letargia; mudança de humor; ataque de pânico; paranóia; atos violentos; isolamento.

Embora estudos indiquem que a SPM é decorrente de uma resposta anormal às oscilações hormonais normais da fase lútea, os tratamentos voltados para esse raciocínio têm apresentado alto nível de efeitos colaterais e eficácia relativa. Contudo as mulheres com sintomas leves quase sempre obtêm algum benefício com mudanças simples no estilo de vida, como prática de redução do estresse e repouso adequado. exercícios físicos aeróbicos leves, redução da ingestão de bebidas que contenham xantinas, sal e açúcar; redução do estresse e repouso adequado.

As pacientes com sintomas moderados são tratadas sintomaticamente utilizando-se desde inibidores da prostaglandina sintetase para diminuir a cólica e melhorar a cefaléia, passando pelos sedativos e tranqüilizantes leves para a insônia e a ansiedade, até os diuréticos leves para os edemas periféricos. A administração de piridoxina (vit. B6) diária, por ser um co-fator necessário em muitas reações enzimáticas, tem sido defendida por algumas autoridades pelo menos como um placebo inofensivo.

A Acupuntura e a Síndrome Pré-Menstrual

acupuntura na china

Sabe-se da eficiência da Acupuntura no tratamento das dores conseqüentes a diversas causas, assim como se tem comprovado sua eficácia para aumentar a diurese e reduzir as oscilações emocionais e a ansiedade. Esse fato por si só, justifica a utilização da Acupuntura para o tratamento sintomático da SPM com ganhos, se comparado ao tratamento medicamentoso, já que não apresenta efeitos colaterais.

Contudo, a possibilidade de atuar comprovadamente sobre as funções neuroendócrinas, com a liberação de neurotransmissores e hormônios responsáveis pelo controle das diversas funções físicas e emocionais do ser humano, abre um leque maior de possibilidades de sucesso no tratamento, com maior segurança para o paciente.

Obviamente, as formas de explicar a ação da Acupuntura sobre uma disfunção não passam, originalmente (teorias clássicas), pelos conceitos neurológicos conhecidos, embora ainda hoje esses conhecimentos antigos  utilizando uma linguagem simbólica e analógica – possam ser utilizados para ampliar o entendimento e a individualização de cada caso, bem como para a escolha precisa e a prescrição indicada (escolha de pontos e técnicas de estímulos).

Geralmente, o tratamento da tensão pré-menstrual por acupuntura requer de 10 a 20 sessões com uma ou duas aplicações semanais para as doenças crônicas, com possíveis intervalos entre as séries conforme a resposta terapêutica.

O que se pode observar com o tratamento é uma diminuição progressiva da intensidade e freqüência do aparecimento dos sintomas, embora os efeitos sintomáticos analgésicos, diuréticos e ansiolíticos possam ser observados imediatamente após cada aplicação com duração variável de horas a dias, conforme a gravidade do caso.

Uma vez atingidos os resultados esperados, a freqüência das aplicações pode ser diminuída, bem como aumentados os períodos de descanso entre as séries, chegando a poder suspender o tratamento por períodos relativamente longos ou estabelecendo uma manutenção nos casos mais severos.

Concluindo, a idéia subjetiva de reequilíbrio das funções pela ação da Acupuntura sobre a circulação de Qi (geralmente traduzido por energia) e Xue (sangue) é ampliada pelos conceitos neurofisiológicos da medicina ocidental, que vem explicando os mecanismos pelos quais a Acupuntura é eficaz em diversas patologias, como a observação por mais de dois milênios pelos antigos chineses já evidenciava.

Assim sendo a Acupuntura, associada aos cuidados gerais relativos à nutrição, atividade física moderada e descanso adequado, já citados, pode ter grande eficácia no tratamento da TPM (de 60% a 90%, conforme a população tratada), seja durante o período sintomático, seja fora dele, visando a modificar as condições que predispõem ao aparecimento dos sintomas.

Deixe o seu comentário

Send this to a friend