AVISO: NOVO LOCAL DE ATENDIMENTO - Rua Saint Hilaire 96 (a 5 minutos da clínica antiga), de segunda a sábado. Maiores informações, entrar em contato via WhatsApp

Não consegue dormir? Alternativas que realmente ajudam e evitam medicações

A insônia é um distúrbio do sono muito comum entre os adultos. Quase 40% dos homens e mulheres no Brasil experienciam alguns sintomas de insônia todos os anos, e cerca de 15% dos adultos sofrem de insônia crônica.

As técnicas de relaxamento são consideradas uma forma padrão de tratamento para insônia por profissionais do sono, e pela Academia Americana de Medicina do Sono. Tais técnicas incluem:

  • Exercícios de relaxamento muscular
  • Exercícios de respiração profunda
  • Métodos que envolvem o imaginário e a visualização

 

Essas práticas terapêuticas são eficazes e baratas, não utilizam medicamentos, são fáceis de aprender e, quando integradas a uma rotina diária, podem melhorar bastante a qualidade do sono. As soluções não farmacêuticas para dormir são atraentes para muitas pessoas que não querem usar medicação para tratar a insônia e outros distúrbios do sono. O que, muitas vezes, leva as pessoas a buscar outras opções alternativas.

A Terapia Alternativa é definida pelos “Institutos Nacionais da Saúde” (NIH) (organização americana voltada para pesquisa cientíufica com base em Maryland) como um “grupo de sistemas, práticas e produtos de saúde que geralmente não são considerados parte da medicina convencional”.

O NIH estima que até 38% dos adultos nos Estados Unidos usam alguma forma de medicina alternativa, na maioria das vezes, em conjunto com a medicina convencional em vez de substituí-la.

Apesar de sua popularidade, não sabemos muito sobre como as pessoas usam as técnicas de relaxamento e a medicina alternativa, inclusive para quais problemas de saúde foram escolhidos ​​para tratar.

Pesquisadores da Harvard Medical School e da Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins tentaram remediar isso conduzindo estudos que avaliam como as pessoas com insônia usam técnicas de relaxamento e outras terapias alternativas para tratar distúrbios do sono. Eles descobriram que enquanto muitos adultos com insônia fazem uso dessas terapias, apenas uma pequena porcentagem deles usa para tratar a insônia especificamente.

Os pesquisadores usaram dados da organização “National Health Interview Survey” (Pesquisa com base em Entrevistas de Saúde Nacional em tradução livre), obtidos de uma pesquisa presencial de grande escala que foi conduzida pelo Departamento de Censo dos e pelo Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos. O grupo final do estudo incluiu 23.358 adultos.

Os pesquisadores investigaram a prevalência de técnicas de relaxamento, incluindo respiração profunda, relaxamento muscular, biofeedback e Meditação guiada. Também examinaram o uso da Medicina Alternativa, que foi separada em quatro grandes categorias:

  • Medicina Alternativa de mente-corpo: como meditação, yoga, Tai Chi
  • Práticas de Manipulação: como massagens, quiropraxia e tratamentos osteopáticos
  • Outras práticas alternativas: como acupuntura, medicina ayurvédica, homeopatia e naturopatia.
  • Produtos naturais: como suplementos não-vitamínicos e não-minerais, em particular aqueles utilizados para tratamento de insônia, como melatonina e valeriana

 

Os pesquisadores coletaram informações sobre as razões para o uso de relaxamento e da Medicina Alternativa, e se as pessoas usavam essas terapias especificamente para insônia. No final, perguntaram se as pessoas que usavam esses tratamentos informavam seus médicos sobre seu uso.

Foi descoberto que o uso de técnicas de relaxamento e Medicina alternativa são comuns entre pessoas com insônia, mais comuns do que nas que não tem. No entanto, a maior parte das pessoas com insônia que usa essas terapias não as usa especificamente para tratar a insônia. Aqui estão alguns dos detalhes:

  • 18% dos entrevistados apresentaram insônia clássica ou dificuldade para dormir no ano passado. Mais mulheres do que homens sofreram de insônia, assim como pessoas mais velhas e aquelas com educação e renda mais baixos.

 

  • Das pessoas com insônia, 22,9% usaram algum tipo de terapia de relaxamento no ano passado, em relação com 11,2% das pessoas sem insônia. Exercícios de respiração profunda foi o tipo mais comum de terapia de relaxamento utilizada.

 

  • Menos de 1/5 das pessoas (somente 19,1%) conversaram com seus médicos sobre o uso dessas terapias.

 

  • 29,9% daqueles com insônia relataram o uso de exercícios de relaxamento para questões médicas específicas, mas apenas um número muito pequeno (30 indivíduos no total) relatou o uso de técnicas de relaxamento para tratar a insônia. O montante é pequeno demais para os pesquisadores calcularem uma média populacional.

 

  • No que se refere a Medicina Alternativa, 45% dos adultos com insônia usaram alguma forma de terapia ou medicina alternativa no ano anterior, em relação aos 30,9% daqueles sem insônia.

 

  • Os produtos naturais foram os mais utilizados das quatro categorias, seguidos das práticas de manipulação. No entanto, os pesquisadores descobriram que o uso de produtos naturais especificamente para insônia era muito baixo.

 

  • 54% dos adultos com insônia usaram alguma forma de Medicina Alternativa para problemas específicos de saúde, mas apenas 1,8% relataram seu uso para tratar a insônia.

 

  • No caso das técnicas de relaxamento e medicina alternativa, as mulheres mostraram-se mais propensas do que os homens a optar por esses métodos, assim como as pessoas com maiores níveis de escolaridade e renda, e as pessoas que relataram níveis mais altos de atividade física.

 

Parece haver uma oportunidade real sendo ignorada aqui, de diminuir a insônia, aplicando técnicas terapêuticas que as pessoas com este distúrbio do sono já fazem uso. Essas vastas categorias de relaxamento e terapias alternativas abrangem uma ampla gama de opções de tratamento. Mas nem todas essas técnicas serão igualmente adequadas para todas as pessoas.

Mais pesquisas são necessárias para avaliar, por completo, a eficácia de terapias específicas. Existem “n” terapias alternativas e métodos de relaxamento, que incluem meditação e visualização, yoga e acupuntura, que mostraram resultados promissores em relação à cura da insônia e de outros distúrbios do sono.

Conversar com seu médico é um passo importante para aproveitar ao máximo as técnicas de relaxamento e terapias alternativas para diminuir a insônia.  É decepcionante ver que, segundo a pesquisa, a maioria das pessoas que usa esses métodos não conversa com os médicos sobre eles. Cada vez mais, os médicos se mostram abertos, bem-informados e encorajadores de tais técnicas.

Send this to a friend