CENTRO DE TRATAMENTO DE DOR: Dor, Acupuntura Médica, Ondas de Choque, Fisiatria e Fisioterapia.

Dor no pescoço causa dor de cabeça? O que pode está acontecendo

Dor no pescoço causa dor de cabeça? Mais do que responder essa pergunta, neste artigo compartilharemos quais condições podem levar a essa combinação de sintomas. 

Embora normalmente não seja um problema grave, tendo relação com situações comuns como excesso de tensão e estresse emocional, o quadro deve ser investigado, em especial se for recorrente. 

Leia também: Dor no pescoço: causas, tipos e quando se preocupar

A dor que se desenvolve no pescoço e pode causar dor na cabeça é chamada de cefaleia cervicogênica. Na maioria dos casos, as dores de cabeça cervicogênicas se desenvolvem em um lado da cabeça, começando na parte de trás e irradiando para a frente.

É um mal que acomete milhões de pessoas, um incômodo que muitas vezes pode incapacitar as atividades habituais no dia a dia, impedindo o indivíduo de conseguir estudar, trabalhar e praticar esportes.

Descubra a seguir o que pode está por trás dessa combinação de sintomas e ainda quais são os sinais de que se deve procurar ajuda médica. 

Pressão alta

A hipertensão pode ter relação com essa combinação dos sintomas, e tem como um dos seus principais sinais a dor na nuca. 

Porém, diferente do que se pensa, a dor não é causada pelo aumento da pressão, mas o contrário, o quadro doloroso normalmente é o responsável pela descompensação arterial. 

Isso acontece porque o corpo, em situações de estresse ou dor, libera hormônios como adrenalina e cortisol como forma de combater tais estados, e uma das consequências do aumento dos níveis dessas substâncias é a elevação da pressão. 

Nesses casos os sintomas são passageiros, durando menos de 24 horas, sendo essencial acompanhar de perto a pressão. Além disso, procure descansar e evite o consumo de alimentos muito gordurosos e sal. Se necessário, não hesite em procurar ajuda médica.

Excesso de tensão

Dor no pescoço causa dor de cabeça e o excesso de tensão é um dos principais motivos para o surgimento desses sintomas. 

Novamente, a situação tem relação com a liberação dos hormônios do estresse, que resultam no aumento da frequência cardíaca. 

Uma das consequências disso é a vasoconstrição dos vasos que irrigam o pescoço e a cabeça, o que pode acabar gerando dor. 

Embora normalmente esses casos não sejam preocupantes, é essencial ficar atento a frequência dos sintomas. Em caso de recorrência, procure fazer mudanças em sua rotina e se preciso consulte um profissional especializado.

Excesso de ansiedade

A ansiedade causa tensão muscular, o que também pode causar dor no pescoço e na cabeça. 

A dor pode ser moderada, não intensa, geralmente de natureza não pulsátil, começando no pescoço e espalhando-se para as áreas óculo frontotemporal, onde, em geral, é mais intensa.

Para evitar o problema, procure praticar atividades de relaxamento como meditação, massagens ou até mesmo um hobby. Os exercícios físicos e o descanso também são essenciais.

Má postura

A má postura é uma das principais causa de dor musculoesquelética e também pode estar por trás da dor no pescoço associada a dor de cabeça. 

Geralmente isso acontece por causa da compressão de nervos da coluna, que pode produzir dor irradiada para a cabeça, levando à cefaleia tensional. 

A correção da postura é importante para a saúde de modo geral. Musculação, Pilates, Yoga e RPG podem ajudar nesse processo. Em alguns casos, a fisioterapia é necessária.

Bruxismo de vigília

O bruxismo de vigília é caracterizado pelo apertamento dos dentes durante o dia, o que na maioria dos casos passa despercebido pelo indivíduo. 

O problema é mais comum entre mulheres de 20 a 55 anos e pode ser causado por estresse, ansiedade ou mesmo ser efeito colateral de algumas medicações. 

Seus principais sintomas incluem dores na face, nas laterais da cabeça e no pescoço, além de zumbido no ouvido, desgastes nos dentes e dificuldades para abrir e fechar a boca. 

A condição tem tratamento, que inclui a participação de dentistas e médicos especializados. Geralmente a terapia se dá com uso de dispositivos que evitam o ranger dos dentes.

Sinusite

A sinusite tem origem em uma forte infecção nos seios nasais e traz a sensação de pressão na região entre os olhos e o nariz, o que piora diante de compressão manual. Dentre os sintomas temos ainda nariz congestionado, com coriza e febre alta. 

Muitas pessoas descrevem também dor no pescoço na região da nuca e dor de cabeça, que variam de pressão leve a forte. 

Normalmente são prescritos antibióticos para eliminar a infecção, além de descongestionantes nasais e medicamentos para alívio dos demais sintomas.

Enxaqueca

A enxaqueca tem origem neurológica e se manifesta por dor pulsátil e forte sensibilidade à luz e ao som. 

Diversos são os seus fatores desencadeadores, como exemplos podemos citar desequilíbrio do nível hormonal, cheiros fortes e o consumo de alguns alimentos como queijos e chocolate.

Além da dor na cabeça, pode ocorrer dor no pescoço, enjoos, vômitos e alterações visuais. O uso de medicamentos específicos é essencial para eliminar o desconforto, que pode acabar interferindo na rotina da pessoa.

Torcicolo

O torcicolo é uma causa frequente de dor no pescoço e em alguns casos o desconforto pode acabar irradiando para a cabeça. 

Esse problema está relacionado ao uso inadequado dos músculos do pescoço, associado ao esforço excessivo, a má postura ou a posições desconfortáveis durante o sono.

O quadro tende a piorar quando o indivíduo tenta virar o pescoço para um dos lados, o que pode acabar limitando a sua movimentação. 

Compressas quentes ou frias podem aliviar a dor. Além disso, podem ser recomendados analgésicos e repouso.

Meningite

A meningite é uma doença grave caracterizada pela inflamação da membrana do cérebro e da medula espinhal, causada por vírus ou bactérias. 

Seus sintomas incluem dor na nuca, rigidez do pescoço, dificuldades para movimentação, febre, perda do apetite e vômito. 

Como a doença pode levar a sequelas graves se não tratada adequadamente, havendo risco até mesmo de óbito, é necessário buscar ajuda médica com urgência. 

O melhor caminho é, sem dúvidas, a prevenção, feita com vacinas e medicamentos.

Aneurisma

Também um problema mais complexo, o aneurisma pode ter relação com dor no pescoço que causa dor de cabeça, embora na maioria dos casos seja assintomático. 

O quadro é marcado pela dilatação de um vaso sanguíneo no cérebro, que caso se rompa, dá origem a um AVC hemorrágico. 

Em caso de suspeita de aneurisma ou de seu rompimento é muito importante procurar um hospital o quanto antes. As sequelas do distúrbio são similares as de um AVC. Veja quais são elas aqui.

Quando procurar ajuda médica?

Dor no pescoço causa dor de cabeça

Como podemos ver, nem todas as causas para a combinação de sintomas dor no pescoço e dor de cabeça são graves, porém, algumas delas precisam de atenção. 

Existem alguns sintomas que são considerados sinais de agravamento e apontam para a necessidade de procurar ajuda médica o mais rápido possível: 

  • Dor incapacitante 
  • Dor que dura por mais de 48 horas 
  • Dor no peito ou palpitações 
  • Vômitos ou febre acima de 38°C

Procure um médico de sua confiança para uma avaliação. Apenas o profissional poderá avaliar o caso e diferenciar entre as possíveis causas para orientar quanto ao tratamento correto. 

Leia também: Dor no pescoço: causas, tipos e quando se preocupar

Clinica Hong Jin Pai Sao Paulo e1621991307344

RUA SAINT HILAIRE 96 – JARDIM PAULISTA – SÃO PAULO – SP

Clínica de Dor, Fisiatria e Acupuntura Médica

Clínica médica especializada localizada na região dos Jardins, próximo à Av. Paulista, em São Paulo — SP.

Centro de Dor, com médicos especialistas pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Tratamento por Ondas de Choque, Infiltrações, Bloqueios anestésicos e Acupuntura Médica

Dr. Marcus Yu Bin Pai

CRM-SP: 158074 / RQE: 65523 - 65524 | Médico especialista em Fisiatria e Acupuntura. Área de Atuação em Dor pela AMB. Doutorado em Ciências pela USP. Pesquisador e Colaborador do Grupo de Dor do Departamento de Neurologia do HC-FMUSP. Diretor de Marketing do Colégio Médico de Acupuntura do Estado de São Paulo (CMAeSP). Integrante da Câmara Técnica de Acupuntura do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP). Secretário do Comitê de Acupuntura da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED). Presidente do Comitê de Acupuntura da Sociedade Brasileira de Regeneração Tecidual (SBRET). Professor convidado do Curso de Pós-Graduação em Dor da Universidade de São Paulo (USP). Membro do Conselho Revisor - Medicina Física e Reabilitação da Journal of the Brazilian Medical Association (AMB).  

Deixe o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Send this to a friend