CENTRO DE TRATAMENTO DE DOR: Dor, Acupuntura Médica, Ondas de Choque, Fisiatria e Fisioterapia.

Dor no pescoço e garganta: O que pode ser e como tratar

O corpo humano envia sinais sempre que há algo errado no organismo. A manifestação de dor é um deles. 

A dor no pescoço e garganta pode estar relacionada a diversos problemas de saúde, por isso devemos dar atenção a esse sintoma e avaliar a sua intensidade, buscando sempre auxílio médico para um diagnóstico adequado. 

Saiba mais sobre dor no pescoço, suas principais causas e tratamentos. 

Neste artigo vamos apresentar algumas causas possíveis de dores na região do pescoço e garganta e como tratá-las.

Dor no pescoço e garganta

Resfriados e Gripes 

Principalmente nos períodos de inverno, é comum o aumento de casos de gripes e resfriados, e um dos sintomas mais comuns é a dor de garganta. 

Em casos de gripes e resfriados a dor na garganta é causada por vírus, por isso o tratamento é realizado com o fim de amenizar os sintomas até que o corpo consiga combater o vírus causador. 

Os principais medicamentos utilizados nos casos de dores no pescoço e garganta causados por gripes e resfriados são antitérmicos e analgésicos.

COVID – 19

Recentemente o Vírus SARS-CoV-2 passou a circular e a infectar diversas pessoas. Assim como no caso de gripes e resfriados, segundo a Organização Mundial Da Saúde, um dos sintomas mais comuns do Coronavírus é a dor na região da garganta e pescoço. 

Além desse sintoma, o coronavírus pode causar febre, dor de cabeça, cansaço entre outros sintomas muito parecidos com gripes ou resfriados, por esse motivo é comum haver dúvidas em relação aos sintomas de COVID-19 e resfriados ou gripes.  

O ideal é, ao apresentar esses sintomas, buscar acompanhamento médico e fazer isolamento para evitar o contágio de outras pessoas.

Laringite 

A laringite também é causadora de dor no pescoço e garganta. 

As causas da laringite são diversas: infecções virais, infecções bacterianas, infecções fúngicas (como as causadas pela Candida Albicans) e outras causas não infecciosas como refluxo gastroesofágico, doenças auto-imunes, alergias e traumas (excesso vocal, por exemplo).

Em todos os casos, é comum o sintoma de dor no pescoço e garganta acompanhado por outros como, por exemplo: Tosse seca e irritativa; dificuldade na deglutição alta de ar e rouquidão. 

O tratamento da laringite dependerá muito da causa, por isso é importante um diagnóstico médico. Geralmente inclui analgésicos para aliviar a dor, anti-inflamatórios, antibiótico (indicado na laringite bacteriana), entre outros medicamentos.

Faringite 

A faringite, assim como a laringite, pode ser causada por uma infecção viral ou bacteriana. 

O sintoma principal da faringite é a dor no pescoço e garganta, e a dificuldade para engolir. Contudo, é comum ainda o surgimento de outros sintomas como, por exemplo: vermelhidão e inchaço na garganta, febre, indisposição, dor de cabeça e rouquidão.

O tratamento da faringite também vai depender da causa. Em casos de faringites virais, o tratamento indicado pelo médico normalmente consiste no uso de analgésicos e antitérmicos, já em casos de faringite bacteriana, o tratamento deve ser feito com antibióticos, como penicilina ou amoxicilina, de acordo com a orientação do médico.

Refluxo gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico ocorre quando há retorno involuntário e repetitivo do conteúdo gástrico do estômago para o esôfago. 

Em pacientes com refluxo a válvula responsável por impedir o retorno de suco gástrico sofre alterações, o que faz com que líquidos e alimentos ingeridos voltem para a região da garganta.

Esse retorno constante de alimentos ingeridos provoca uma irritação na mucosa, o que causa dor moderada a intensa na região do pescoço e garganta. 

Em condições graves o refluxo pode causar outros sintomas como: tosse seca, pigarro, rouquidão, dor de garganta intensa e até doenças respiratórias. 

O tratamento vai depender da causa e do grau em que a doença se encontra, muitas vezes é feito com indicação de medicamentos e mudanças de hábitos. Quando a doença se encontra em um grau mais elevado pode ser necessária uma intervenção cirúrgica.

Câncer

Em casos mais raros e extremos a dor na região do pescoço e garganta pode ser causada por câncer. 

Em quadros de câncer localizados na cabeça, boca, pescoço ou garganta é muito comum a dor no pescoço e garganta como sintoma.

Outras manifestações clínicas comuns em casos de câncer nessa região são: 

  • dificuldade para respirar ou falar
  • rouquidão
  • dor ao engolir
  • dores de cabeça frequentes
  • dor ou zumbido nos ouvidos
  • Inchaço sob o queixo 
  • dores persistentes no queixo ou pescoço 
  • Surgimento de nódulos na região do pescoço

 

O tratamento para o câncer deve ser prescrito após um diagnóstico feito por médico especialista, e vai depender do órgão acometido, grau de avanço da doença, e inúmeros outros fatores.

Dor no pescoço e garganta: Quando me preocupar?

Dor no pescoço e garganta

Como vimos no artigo, a dor no pescoço e garganta pode ser devido a muitas causas: desde um simples resfriado até um câncer. Por isso, é preciso estar atento aos sintomas apresentados e buscar sempre o auxílio de um médico. 

Algumas doenças se não tratadas de maneira adequada podem se tornar crônicas ou levar a outras doenças, sendo assim, fique muito atento quando aparecerem sintomas persistentes, como: 

  • dor de garganta 
  • presença de nódulos
  • alteração na cor da pele local
  • cansaço excessivo 
  • falta de apetite 
  • dificuldade para engolir
  • febre
  • dor de cabeça 
  • dor ao movimentar o pescoço 

 

O ideal é nunca se automedicar e buscar sempre a atenção de um médico de sua confiança para que, a partir de um diagnóstico preciso, seja indicado o melhor tratamento para os sintomas apresentados. 

Saiba mais sobre dor no pescoço, suas principais causas e tratamentos.

Dr. Marcus Yu Bin Pai

CRM-SP: 158074 / RQE: 65523 - 65524 | Médico especialista em Fisiatria e Acupuntura. Área de Atuação em Dor pela AMB. Doutorado em Ciências pela USP. Pesquisador e Colaborador do Grupo de Dor do Departamento de Neurologia do HC-FMUSP. Diretor de Marketing do Colégio Médico de Acupuntura do Estado de São Paulo (CMAeSP). Integrante da Câmara Técnica de Acupuntura do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP). Secretário do Comitê de Acupuntura da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED). Presidente do Comitê de Acupuntura da Sociedade Brasileira de Regeneração Tecidual (SBRET). Professor convidado do Curso de Pós-Graduação em Dor da Universidade de São Paulo (USP). Membro do Conselho Revisor - Medicina Física e Reabilitação da Journal of the Brazilian Medical Association (AMB).  

2 Comentários

Deixe o seu comentário.

Deixe o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Send this to a friend