CENTRO DE TRATAMENTO DE DOR: Dor, Acupuntura Médica, Ondas de Choque, Fisiatria e Fisioterapia.

Dor no Tríceps – Descubra o que pode ser

Você sabia que a dor no tríceps está geralmente associada a uma lesão conhecida como Tendinite do Tríceps?

Essa doença inflamatória pode ser bem desconfortável e incômoda, principalmente em seus estágios mais agravados.

Reconhecer os sinais da tendinite no braço pode ser complicado, já que existem outras lesões que causam dores na região e podem causar confusão.

Por isso, é necessário fazer um diagnóstico completo e descartar todas as possibilidades de outras patologias.

Este artigo foi elaborado para você entender melhor como se chega a esse resultado e descobrir outros fatos interessantes sobre a doença. Veja!

A tendinite do tríceps consiste na lesão e inflamação de um dos tendões localizados no braço.

O tendão é um forte tecido conectivo, que serve para ligar os músculos do corpo aos ossos.

O músculo tríceps fica localizado na região posterior do braço, responsável pela extensão do mesmo, e sua parte inferior é ligada à parte posterior do osso do cotovelo através do tendão do tríceps.

A tendinite do tríceps atinge justamente esse tendão, que devido à lesão começa a gerar dor na região.

Como acontece?

A tendinite do tríceps ocorre quando o braço, ou o músculo, é usado de maneira excessiva, inadequada ou exagerada.

Além disso, alguns tipos de impactos que atingem diretamente a região também podem causar a doença.

Com o surgimento dessa lesão, causada por todo esse esforço repetitivo e pesado, o resultado acaba sendo o aparecimento de uma inflamação no tendão.

O principal motivo por trás dessas lesões é o esforço físico repetitivo e excessivo do braço.

Causas mais comuns de dor no tríceps

Quando comparada com doenças como a epicondilite lateral e a epicondilite medial, por exemplo, a tendinite do tríceps possui uma menor prevalência.

Esses são alguns dos tipos de doenças que podem causar dor na região do tríceps, porém, a tendinite é a que o afeta diretamente, já que ocorre em seu tendão.

O principal motivo por trás dessas lesões é o esforço físico repetitivo e excessivo do braço, ou seja, os movimentos de extensão do mesmo. Até por isso costuma afetar muitos professores e atletas.

Esportes como o vôlei, o tênis e o basquete, ou atividades físicas como a musculação, são práticas que facilmente causam a tendinite e outras lesões no braço.

Você sente dor no rombóide? Saiba o que pode ser!

Sintomas da tendinite do tríceps

Os sintomas de inflamação em um tendão são facilmente reconhecidos, principalmente por se tratar, geralmente, de uma dor intensa e bem desconfortável. Isso também ocorre na tendinite do tríceps.

Além disso, esse tipo de lesão causa também uma grande dificuldade em realizar movimentos de extensão do braço e rigidez muscular, ambas causadas pela falta de flexibilidade do tendão lesionado. Sintomas que incomodam bastante, principalmente durante a noite, na hora de se deitar.

Outro sintoma notável é o surgimento de edema em regiões próximas ao cotovelo.

Dor no Tríceps: diagnóstico

Um dos métodos mais úteis e utilizados para se iniciar o diagnóstico de um paciente com tendinite do tríceps envolve a história clínica e o exame físico da pessoa.

Indo além disso, é possível utilizar a radiografia, que mostra os detalhes da região que, nesse caso, pode apresentar um esporão em um dos ossos do braço.

E, para concluir, também pode ser recomendado fazer uma ressonância magnética, que ajuda a confirmar o diagnóstico.

O repouso do braço e o uso de anti-inflamatórios são essenciais para a recuperação.

Tratamentos para a tendinite do tríceps

Antes de decidir o tipo de tratamento utilizado para cada caso, é necessário fazer uma análise clínica da lesão e avaliar os sintomas apresentados pelo paciente, para assim poder descartar outros tipos de lesões.

Depois dessa primeira etapa, caso seja confirmado o diagnóstico de tendinite, o paciente deve passar pelo tratamento conservador, que consiste em aplicar gelo na região.

Todo esse processo deve ser acompanhado por especialistas, como fisioterapeutas e ortopedistas.

Além disso, o repouso do braço e o uso de anti-inflamatórios são essenciais para a recuperação.

Quando voltar a praticar esportes e realizar tarefas diárias?

É claro que o objetivo do tratamento é fazer com que o paciente volte a realizar tarefas diárias ou esportes o mais rápido possível, desde que seja o mais recomendado e seguro para ele.

Para isso, deve-se atentar a alguns sinais, já que voltar ao normal antes do tempo adequado pode agravar o quadro e gerar consequências permanentes.

O tempo de recuperação é diferente de pessoa para pessoa, por isso, o mais aconselhável é consultar o médico e saber a opinião dele sobre a lesão e o tempo necessário de recuperação e repouso.

Mas, para ter uma ideia de quando é possível retornar ao esporte e às atividades, você pode analisar os seguintes pontos:

  • Se conseguiu recuperar a força do braço lesionado;
  • Se não apresenta edema ou rigidez na área da lesão;
  • Se apresenta uma movimentação anormal do braço, sem sentir dor.

4 Exercícios de fortalecimento para os braços

2 1

Para ajudar a fortalecer os braços e manter a região do tríceps bem forte e alongada, você pode tentar alguns exercícios de fortalecimento.

A seguir você terá acesso a uma lista dos 4 melhores exercícios para fortalecer os braços.

Lembrando que esta lista trata-se apenas de um tratamento básico, que deve ser supervisionado por um fisioterapeuta ou por um médico, e não pode ser realizado sem a permissão dos mesmos.

Confira!

Fortalecimento dos braços

Sentado em uma cadeira ou outro lugar confortável, você deve ter um tipo de peso em mãos.

Estique os dois braços para cima, mantendo os cotovelos sempre próximos às orelhas, e leve as mãos para as costas até que o peso encoste nelas.

Estique novamente as mãos para cima e volte a levar as mãos até as costas.

Faça o mesmo movimento 20 vezes.

Alongamento

Essa é uma prática comum de alongamento, quase como se espreguiçar pela manhã.

Com os dedos entrelaçados, você deve elevar os braços para cima da cabeça, sem permitir que os cotovelos se afastem das orelhas, e tentar levar as mãos até as costas, chegando o mais próximo que conseguir.

Mantenha a posição por 20 segundos e repita 4 vezes.

Exercício para aumentar a resistência com uma toalha

Com o braço lesionado acima da cabeça e o outro travado para baixo, quase atrás das costas, tente esticar o membro lesionado ao máximo para cima da cabeça. 

Mantenha a posição por 10 segundos e repita o exercício 10 vezes.

Alongamento com uma toalha

Para esse exercício você deve utilizar o seu braço lesionado.

Coloque-o acima da cabeça, segurando uma das pontas da toalha, e a outra ponta você deve segurar com o outro braço, que precisar estar atrás de suas costas.

Depois disso, deve-se puxar a toalha com o braço abaixado e levar o membro lesionado para baixo.

Você deve se manter na posição durante 20 segundos e repetir o exército pelo menos quatro vezes.

Dr. Marcus Yu Bin Pai

CRM-SP: 158074 / RQE: 65523 - 65524 | Médico especialista em Fisiatria e Acupuntura. Área de Atuação em Dor pela AMB. Doutorado em Ciências pela USP. Pesquisador e Colaborador do Grupo de Dor do Departamento de Neurologia do HC-FMUSP. Diretor de Marketing do Colégio Médico de Acupuntura do Estado de São Paulo (CMAeSP). Integrante da Câmara Técnica de Acupuntura do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP). Secretário do Comitê de Acupuntura da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED). Presidente do Comitê de Acupuntura da Sociedade Brasileira de Regeneração Tecidual (SBRET). Professor convidado do Curso de Pós-Graduação em Dor da Universidade de São Paulo (USP). Membro do Conselho Revisor - Medicina Física e Reabilitação da Journal of the Brazilian Medical Association (AMB).  

Deixe o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Send this to a friend