CENTRO DE TRATAMENTO DE DOR: Dor, Acupuntura Médica, Ondas de Choque, Fisiatria e Fisioterapia.

Artrose Glenoumeral: Diagnóstico e Tratamento

A artrose é um problema com grande prevalência, atingindo cerca de 15 milhões de brasileiros, além de ser responsável por quase metade dos atendimentos em reumatologia.

Além disso, existem diferenças na prevalência do problema entre as faixas etárias, visto com mais frequência em pessoas idosas, principalmente do sexo feminino.

A artrose glenoumeral traz também grande impacto na qualidade de vida de seus portadores, uma vez que impede ou ao menos dificulta a realização de atividades do dia a dia e a prática de exercícios físicos, além de afetar as atividades laborais.

Ademais, é comum a confusão entre os termos artrose e artrite, com muitas pessoas usando-os como sinônimos, apesar das diferenças entre eles:

Artrite

É a inflamação em uma articulação, mas que não significa, necessariamente, que há algum tipo de degeneração.

Artrose

Nesse caso já há uma degeneração articular, que pode variar de gravidade.

O que é Artrose?

Primeiramente, é essencial entender o que é a artrose e como ela se desenvolve, uma vez que se trata de um problema de grande prevalência.

Chamamos de artrose um tipo de degeneração que pode atingir as cartilagens que fazem parte da articulação, e, na maioria dos casos, é considerada um processo natural do envelhecimento. Por isso, o problema atinge majoritariamente pessoas idosas, com a intensidade do desconforto aumentando com o passar do tempo.

Entretanto, a artrose também pode atingir pessoas jovens, causada nesses casos por uma série de fatores, como:

  • 01.Obesidade e sobrepeso
  • 02.Sedentarismo
  • 03.Uso prolongado de corticoides
  • 04.Realização de movimentos repetitivos
  • 05.Lesões articulares
  • 06.Realização de cirurgias prévias na articulação atingida
  • 07.Prática de alguns esportes que exijam mais da articulação, ou que causem impactos intensos
  • 08.Histórico Familiar
ombro com artrose scaled

Sintomas da artrose glenoumeral

A artrose pode demorar para apresentar sintomas, já que o processo de degeneração, em sua fase inicial, ainda não acometeu suficientemente a articulação.

Mas, com o passar do tempo os sintomas começam a se tornar evidentes, e tendem a piorar de intensidade. São eles

Dor, que piora com o movimento

Redução da amplitude dos movimentos

Rigidez articular

Edema local

Rangidos e estalos, pelo atrito entre os ossos

Diminuição da força muscular do membro atingido

A articulação glenoumeral

A articulação glenoumeral, também conhecida genericamente como articulação do ombro, une a superfície arredondada do osso do braço (úmero) à escápula, sendo classificada como sendo do tipo sinovial, uma vez que possui uma cápsula contendo líquido sinovial que lubrifica e impede o atrito entre as superfícies articulares.

Além do mais, ela é a articulação com maior amplitude de movimento do corpo humano, embora a reduzida superfície de contato entre os ossos leve à uma baixa estabilidade.

Por isso, a articulação conta com uma série de estruturas cujo objetivo é aumentar a estabilidade, como ligamentos e tendões, além dos próprios músculos.

 

Artrose glenoumeral

Esse tipo de artrose atinge principalmente pessoas entre 60 e 70 anos, além de pessoas mais jovens que possuam alguns dos fatores de risco citados anteriormente. Ela causa principalmente dor e limitação de movimento, devido a contraturas na capsula articular e do tendão subescapular1.

Seus sintomas são semelhantes aos da artrose que atinge outras articulações, com a diferença que, nesse caso, a limitação acaba atingindo indiretamente as outras articulações do braço, já que já uma limitação de movimento do membro.

Diagnóstico de artrose glenoumeral

O diagnóstico da artrose glenoumeral, assim como o seu tratamento, deve sempre ser realizado por um médico com experiência nesse tipo de patologia.

Ele é feito a partir da análise dos sintomas, do histórico médico, do exame físico e de imagem, como radiografia, tomografia computadorizada e ressonância magnética.

Assim, após o diagnóstico o médico poderá prescrever o tratamento mais adequado para o caso, considerando o grau de comprometimento da articulação, a intensidade dos sintomas apresentados e outros fatores específicos de cada paciente.

Tratamento de Reabilitação do Ombro

reabilitacao ombro artrose

Tratamento de artrose glenoumeral

O tratamento inicial normalmente é conservador, principalmente quando não há grandes limitações de movimento ou impactos nas atividades diárias2, e pode incluir:

Uso de analgésicos e anti-inflamatórios.

Fisioterapia.

Modificações de algumas atividades da vida diária, para facilitar a sua realização e reduzir o impacto na articulação do ombro.

Fortalecimento da musculatura da região, o que ajuda a dar maior sustentação ao ombro e a prevenir novas lesões.

Alongamento, com o objetivo de melhorar a amplitude dos movimentos.

Todavia, a depender do grau de comprometimento articular, o tratamento cirúrgico pode ser indicado, que pode ser uma artroscopia (cirurgia minimamente invasiva) ou artroplastia, com a substituição da articulação do ombro.

Prevenção de artrose glenoumeral

As formas de prevenção da artrose glenoumeral é bastante semelhante àquelas recomendadas para proteger outras articulações do desgaste, e incluem:

Pratica regular de exercícios físicos, para manter a musculatura que sustenta a articulação fortalecida.

Evitar movimentos repetitivos ou que tenham grande impacto no ombro.

Manter um peso adequado para a altura, uma vez que a obesidade e o sobrepeso são fatores de risco para desenvolvimento do problema.

Procurar atendimento médico assim que começar a apresentar sintomas de desgaste ou inflamação articular, para tratar precocemente a patologia e evitar a sua progressão.

Entretanto, é importante ressaltar que a realização de exercícios deve ser feita quando a articulação não estiver inflamada, para evitar o desgaste e a piora do quadro álgico.

 

Prognóstico da artrose

Como a artrose é uma doença degenerativa crônica, não existem tratamentos curativos, e por isso o prognóstico da doença tende a não ser tão bom.

Entretanto, existem tratamentos que ajudam a aumentar a capacidade de movimento da articulação, a aliviar a dor e a reduzir a inflamação, além de retardar o progresso da doença.

Além disso, nos casos em que a cirurgia é bem indicada, é possível ter uma melhora significativa dos sintomas e da qualidade de vida.

Clinica Hong Jin Pai Sao Paulo e1621991307344

RUA SAINT HILAIRE 96 – JARDIM PAULISTA – SÃO PAULO – SP

Clínica de Dor, Fisiatria e Acupuntura Médica

Clínica médica especializada localizada na região dos Jardins, próximo à Av. Paulista, em São Paulo — SP.

Centro de Dor, com médicos especialistas pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Tratamento por Ondas de Choque, Infiltrações, Bloqueios anestésicos e Acupuntura Médica

Referências bibliográficas

  1. Miyazaki AN, Fregoneze M, Silva LA, Sella GV, Garotti JER, Checchia SL. Avaliação dos resultados do tratamento não artroplástico (artroscópico) da artrose do ombro. Rev Bras Ortop. 2015;50(4).
  2. Boselli KJ, Ahmad CS, Levine WN. Treatment of Glenohumeral Arthrosis. The American Journal of Sports Medicine. 2010. Vol. 38, No. 12.

Dr. João Arthur Ferreira

CRM-SP 19759 / RQE 3179 | Atua no tratamento de reabilitação em atletas, dor aguda e dor crônica (cervicalgia, lombalgia, enxaqueca). Médico especialista em Fisiatria e Acupuntura. Colaborador do CEIMEC – Centro de Estudo Integrado de Medicina Chinesa

Deixe o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.