AVISO: Atendimento de segunda a sábado. Agendamentos: (11) 3284-2513 ou WhatsApp

Fisioterapia para atletas: importância, benefícios e técnicas

A fisioterapia para atletas desempenha um papel fundamental na prevenção e no trato de lesões, em especial em atletas de alto rendimento. Cada vez mais importante e valorizada, combina atividades e modalidades terapêuticas diversas visando recuperar o desempenho padrão desses pacientes. 

Mais do que reabilitar, a ideia é assegurar um retorno a condições plenas e à mais alta performance. 

Cada esporte exigirá um determinado planejamento e tratamento por parte do fisioterapeuta. Esportes de mais impacto, como corrida, vôlei e futebol, por exemplo, produzem lesões nos ombros, quadris, joelhos e tornozelos. 

Quando não tratados, esses problemas podem evoluir para distúrbios mais graves e até mesmo incapacitantes, dentre suas possíveis complicações, podemos citar bursites e artrites. 

No entanto, a combinação de diferentes técnicas e procedimentos terapêuticos é capaz de restaurar esses pacientes, revertendo os sintomas da lesão e impedindo o seu agravamento, havendo chance de recuperação total e retorno ao nível de competição.

O que é fisioterapia esportiva?

fisioterapia para atletas

A fisioterapia esportiva é uma área da fisioterapia focada em atletas e praticantes de exercícios físicos. Sua função é prevenir e proteger o corpo e tratar fraturas ou lesões. 

A grande missão do fisioterapeuta que cuida de atletas é ajudá-los a alcançar seu mais alto desempenho sem se prejudicar. Em caso de problemas, permitir que se recuperem quanto antes e retornem a seu desempenho padrão. 

Estes profissionais atuam tanto dentro de consultórios como nos ambientes desportivos, são ainda capacitados a prestar primeiros socorros no período pré e pós-lesão. 

Independente do esporte em questão, o mercado esportivo tem se tornado cada vez mais exigente. Ganhar destaque requer muito preparo, trabalho e prática. Tal realidade explica o fato da fisioterapia para atletas ser tão procurada hoje em dia. 

O acompanhamento fisioterápico aumenta o rendimento do atleta, promove um maior aproveitamento dos treinos, ajuda no preparo físico e evita a necessidade de afastamento.

A importância da fisioterapia para atletas 

Muito tem se falado sobre a importância de se manter uma vida saudável tanto para saúde quando para qualidade de vida das pessoas. A prática de atividade física e a manutenção de uma alimentação saudável entraram em cena e passaram a ser parte da meta de vida da maior parte da população. 

Exercício é sinônimo de mais saúde e de bem-estar, porém, quando executado da maneira correta, com base na orientação de profissionais preparados e especializados.

Não é a toa que, a cada ano, mais pessoas aderem a práticas esportivas e aos exercícios físicos. O que sim, é um ótimo sinal, mas também merece cautela. 

Exercício é sinônimo de mais saúde e de bem-estar, porém, quando executado da maneira correta, com base na orientação de profissionais preparados e especializados. 

Ainda antes de começar, é preciso orientação médica e fisioterápica adequada. A ideia é escolher a modalidade que mais se adapta a suas condições, prevenindo problemas e garantindo os benefícios prometidos.

Entra em cena a fisioterapia para atletas 

Realmente este acompanhamento é muito mais procurado por atletas de alta performance, mas todos deviam passar por uma consulta antes de aderirem a uma rotina esportiva ou de atividade física. 

A avaliação fisioterapêutica permite a identificação de distúrbios que estejam passando despercebidos, de alterações posturais ou musculares, de qualquer fator que possa vir a prejudicar o indivíduo, levando-o na contramão do que se espera da prática de exercícios. 

Desvios articulares, por exemplo, sejam eles na coluna, nos quadris, nos joelhos ou mesmo ombros, devem ser investigados e corrigidos adequadamente para execução do ato esportivo. 

Talvez você precise associar algum tratamento e optar por exercícios amenos no início, o importante é garantir a sua saúde e prevenir qualquer tipo de problema mais grave. 

O acompanhamento com fisioterapeutas desportivos é ainda fundamental na reabilitação de atletas. Esses profissionais são treinados para trabalhar força muscular, potência, flexibilidade, resistência, equilíbrio, propriocepção e até mesmo desempenho cardiovascular. 

De lesões leves a graves, sua participação nos cuidados com o dia a dia no atleta, em especial durante o treinamento, são cruciais. 

A duração dos tratamentos pode variar, geralmente, o período de recuperação pós traumático depende de longos prazos de cicatrização, requerendo um tempo de afastamento, muitas vezes completo, de suas atividades normais. 

Diante disso, ressaltamos a importância da prevenção, que também é parte da responsabilidade desses profissionais. A ideia é garantir que o atleta trabalhe dentro de seus próprios limites, protegendo seu sistema locomotor de excessos e desequilíbrios. 

Dentre os problemas tratados, podemos citar luxações, fraturas, distensões, entorses, tendinites, contusões, lesões ligamentares, abrasões, cortes, bolhas e calos. 

Como funciona a fisioterapia desportiva

fisioterapia para atletas

A fisioterapia desportiva funciona por meio de programas individuais. O tratamento será planejado e pensado segundo as necessidades de cada paciente, levando em conta suas condições e limites. 

Sendo assim, a terapia pode envolver diversas técnicas e procedimentos, combinados em busca do melhor prognóstico possível em um curto período. 

Este tipo de acompanhamento é recomendado para qualquer pessoa que pratique atividade física ou esporte, independente da idade. O paciente contará com atenção total em treinamento e controle de lesões, além de um trabalho que envolve melhoria do condicionamento físico, correção postural e potencialização da resistência e da força muscular. 

Conforme vimos, o atendimento pode ser feito em consultório ou mesmo no ambiente esportivo.

Geralmente o tratamento envolve equipamentos específicos e integração com outros profissionais, como médicos, nutricionistas e educadores físicos. 

A maneira como será conduzida a fisioterapia dependerá muito do tipo e local da lesão e do esporte envolvido, o que ajudará a definir ainda quais técnicas precisarão ser aplicadas. 

Para ser bem-sucedido, o tratamento deve ser elaborado individualmente a partir da análise das deficiências e das demandas funcionais a serem trabalhadas. 

Atividades como vôlei, futebol e basquete costumam gerar desequilíbrios articulares, de pequenas dores, podem se desenvolver lesões como tendinopatias e artrites, interferindo no desempenho do atleta. 

Por causa disso, qualquer sintoma de alteração deve ser investigado quanto antes, em especial os que ocorrerem ainda durante os exercícios. Os sinais de preocupação mais comuns incluem dores, queimações, estalos, pisada torta, virada torta e formigamentos.

Sem um acompanhamento adequado o desgaste físico pode se tornar um problema grave e a sobrecarga constante pode levar a sérias complicações. 

Particularidades

Sejam atletas amadores ou profissionais, os praticantes de esportes e atividades físicas se expõem a certos riscos de lesões. Sem um acompanhamento adequado o desgaste físico pode se tornar um problema grave e a sobrecarga constante pode levar a sérias complicações. 

O fisioterapeuta desportivo é especialista na área.

Além da graduação em fisioterapia, deve possuir uma capacitação sólida. O embasamento teórico dá origem ao aprendizado prático, desenvolvido em laboratórios e estágios. 

O fisioterapeuta deve estar munido de conhecimentos essenciais na área de anatomia, citologia, histologia, biomecânica, fisiologia, cinesiologia, avaliação e procedimentos terapêuticos. 

Após a graduação, deve buscar especializações, direcionando o seu trabalho para um nicho específico, neste caso, fisioterapia para atletas. 

É fundamental que esses profissionais estejam sempre atualizados segundo técnicas de tratamento, investindo tempo em leitura, estudos e pesquisas, além da participação em congressos e seminários, visando um contante aperfeiçoamento. 

A cada ano, novos procedimentos vão surgindo, opções mais seguras e menos invasivas, das quais sem dúvidas, vale a pena se apropriar. 

Benefícios da fisioterapia esportiva

Apesar de muitas considerarem a fisioterapia para atletas necessária exclusivamente na recuperação. Mais uma vez devemos destacar a sua grande importância na prevenção contra o aparecimento de doenças. 

O fisioterapeuta esportivo é responsável por realizar o diagnóstico clínico da lesão, propondo exercícios e realizando procedimentos que visem a recuperação funcional e o retorno à prática do esporte. 

Graças a exames específicos e análise das propriedades fisiológicas, biofísicas e biomecânicas do tecido, é possível a identificação da gravidade da lesão, permitindo intervenções adequadas. 

O seu trabalho é essencial em todos os níveis de atenção a saúde, desde postos, onde garantirá a saúde esportiva preventiva, a grandes centros de treinamento, acompanhando atletas de alta performance e grupos operativos de pacientes que compartilhem limitações similares. 

Os benefícios da fisioterapia para atletas podem ser divididos em duas grandes categorias.

Estimulando os exercícios físicos, acompanhando pacientes e prevenindo o aparecimento de lesões e doenças.

Promoção de atividades físicas 

O fisioterapeuta atua como parte de equipes multidisciplinares na atenção primária a saúde, estimulando os exercícios físicos, acompanhando pacientes e prevenindo o aparecimento de lesões e doenças. 

A equipe conta ainda com nutricionistas, médicos e farmacêuticos, cada um desempenhando função específica no cuidado com o paciente. 

A presença desses profissionais na atenção primária é importantíssima para indivíduos que sofrem com patologias crônicas limitadoras. 

Além de ajudarem a melhorar suas condições físicas, trabalham a independência desses pacientes, evitando complicações clínicas. 

Prevenção e tratamento de lesões musculoesqueléticas 

Sem dúvidas esses são os benefícios pelos quais a fisioterapia para atletas é mais reconhecida. Esses são os profissionais que acompanham o dia a dia do atleta, garantindo sua segurança enquanto esses trabalham para obter um melhor desempenho no esporte.

O objetivo é chegar a sua melhor performance sem ultrapassar certos limites. 

O objetivo, claro, é chegar a sua melhor performance sem ultrapassar certos limites. 

Além disso, em casos de lesões, eles oferecem todo o suporte necessário, desde os primeiros socorros à reabilitação. 

De maneira geral, a fisioterapia para atletas vem acompanhada de diversos benefícios, tanto para pacientes saudáveis quanto lesionados.

Principais procedimentos

Recursos da fisioterapia

O principal objetivo do tratamento é a recuperação completa do paciente. Os recursos a serem empregados dependem de uma série de fatores, dentre eles o local e o tipo de lesão, sua gravidade e a modalidade esportiva praticada pelo paciente. 

Abaixo alguns dos procedimentos e técnicas mais utilizados pela fisioterapia para atletas. 

Terapia manual

A terapia manual é composta por um conjunto de técnicas utilizadas para prevenir e tratar diferentes tipos de disfunções. 

Pode ser utilizada nos diferentes tecidos, musculares, ósseos, conjuntivos e nervosos, produzindo como reação um retorno ao equilíbrio e normalização das condições orgânicas e funcionais. 

Treino funcional

O treinamento funcional também é um dos recursos da fisioterapia para atletas, neste caso, o seu principal foco é a reabilitação. Este tipo de treino inclui exercícios que envolvem principalmente as funções articulares e musculares do organismo. 

Sim! O Treinamento Funcional pode ajudar no emagrecimento dependo do programa de exercícios utilizado e da forma que será aplicado.

O tratamento melhora ainda a mobilidade, a estabilidade, a força e a resistência, desenvolvendo o equilíbrio e a coordenação motora. 

Eletroterapia

Existem diversas técnicas de eletroterapia a disposição do fisioterapeuta, cada uma com suas particularidades e indicações. Em geral, o objetivo é produzir alterações no tecido tratado. 

Para realização do procedimento, eletrodos são aderidos à pele do paciente, pelos quais ondas de energia eletromagnética são transmitidas. Com isso, são produzidos efeitos térmicos, contrações musculares e estimulações nervosas capazes de produzir analgesia e reparar danos. 

Eletromiografia

A eletromiografia, diferente da eletroterapia, é uma técnica auxiliar diagnóstica. O procedimento é utilizado para monitoramento da atividade elétrica das células musculares, permitindo a identificação de potenciais de ação alterados. 

Esta técnica consiste em utilizar eletrodos de superfície para mensurar a atividade celular nervosa na transmissão de sinais elétricos. A avaliação pode ser realizada em repouso ou durante a contração muscular. 

O procedimento é crucial ao diagnóstico de diversas doenças, permitindo o planejamento de um tratamento mais certeiro. 

Biofeedback 

O biofeedback é uma importante ferramenta para os fisioterapeutas. O procedimento permite aos indivíduos desenvolver a capacidade de autorregulação. 

Por meio de aparelhos eletrônicos sensoriais, estimula processos fisiológicos, permitindo a regulação voluntária das reações fisiológicas e emocionais do organismo. 

O treinamento inclui diversos tipos de técnica e pode ser usado para trato de desordens orgânicas, recuperação de funções musculares e até mesmo para controle do estresse. 

Bandagens funcionais

As bandagens funcionais são ótimas alternativas para aliviar dores e prevenir lesões.  Geralmente são usadas em combinação com outras técnicas, e trabalham principalmente o tônus muscular e a estabilização e o posicionamento articular.

A terapia é muito utilizada por atletas, especialmente por acelerarem a recuperação e permitirem um retorno precoce aos treinos mesmo sem uma reabilitação completa. 

Massoterapia

A massoterapia é composta por um conjunto de manobras manuais usadas para promover alívio de dores. O procedimento pode ter os mais diversos fins, e é muito utilizado na fisioterapia para atletas. 

Dentre os benefícios da massagem para atletas estão o controle do estresse, redução de tensões, relaxamento muscular, liberação das toxinas pela corrente sanguínea, fortalecimento do sistema imune, aumento da flexibilidade e estímulo ao bem-estar geral do corpo. 

Se você é esportista, mesmo que amador ou tem praticado atividades físicas de alta intensidade com regularidade, não deixe de se consultar com um fisioterapeuta de sua confiança.

Send this to a friend