AVISO: Retornaremos o atendimento parcialmente a partir de 07/04. Para maiores informações, favor entrar em contato via WhatsApp

9 problemas de saúde que podem estar deixando você cansado

O que de fato está causando seu cansaço contínuo?

Sentir-se cansado pode parecer o sintoma mais comum da vida moderna. Muitas vezes é um subproduto do nosso estilo de vida. De sempre estar correndo, de não parar 24 horas por dia, de adormecer com o computador por perto e acordar com o toque do celular.

Mas sentir cansaço sempre, aquela sensação crônica e contínua de fadiga, também pode ser sinal de algo mais sério do que passar muito tempo na frente de uma tela. Pode indicar a presença de algo em uma ampla gama de patologias. Mesmo que isso soe um pouco assustador, a maioria dessas opções, e a fadiga que as acompanha, pode ser tratada.

Veja como distinguir a “fadiga moderna” da fadiga que requer ajuda médica.

 

Anemia

Anemia significa que você não possui a quantidade adequada de glóbulos vermelhos para levar oxigênio a todos os pontos do corpo. Menos oxigênio significa menos energia e mais fadiga. “As pessoas costumam ser bem capazes de produzir células sanguíneas, mas se você perde mais do que consegue produzir, é possível que sinta fadiga”, de acordo com o Dr. Marcus Pai, especialista em reabilitação e dor.

As formas mais comuns de anemia ocorrem quando há deficiência de ferro no organismo, que por sua vez pode ser o resultado de uma cirurgia bariátrica, ciclos menstruais muito intensos, doenças crônicas e/ou deficiência de vitaminas.

Um exame simples pode verificar se você está anêmico. O tratamento depende do que está causando sua falta de glóbulos vermelhos. Quaisquer patologias subjacentes devem ser tratadas primeiro. Caso contrário, o seu médico pode recomendar suplementos vitamínicos e/ou alterações na sua dieta.

 

Doença celíaca

A doença celíaca é uma doença autoimune que faz com que o sistema imunológico ataque o intestino delgado após a ingestão de glúten, proteína encontrada em trigo, centeio, cevada e outros.

“O intestino delgado fica tão comprometido que você não absorve os nutrientes de que precisa da forma correta”, de acordo com o doutor.

Este problema pode levar não só à fadiga, mas também a anemia, diarreia e perda de peso. O único tratamento é evitar alimentos que contenham glúten. Alimentos naturalmente sem glúten são: frutas e legumes, peixe e carne, feijão, arroz, batata e quinoa.

 

Apneia do Sono

A apneia do sono é mais do que só uma dificuldade de conseguir um sono restaurador. É quando suas vias aéreas se fecham e você para de respirar de verdade várias vezes durante a noite, o que, desnecessário dizer, o acorda com rapidez. Por causa dessas interrupções frequentes, as pessoas com apneia do sono ficam exaustas. É mais comum em pessoas obesas e a obesidade aumenta o risco de pressão alta, doenças cardíacas e derrame.

O tratamento para apneia do sono é feito através de um dispositivo de pressão positiva contínua (CPAP) que mantém as vias aéreas abertas enquanto você dorme. Máquinas de CPAP funcionam, mas muitas pessoas não gostam de usá-las e estão optando por dispositivos orais disponíveis no mercado. A única cura real para a apneia do sono é perder peso ou submeter-se a cirurgia para remover tecido da garganta.

 

Síndrome de fadiga crônica

O sintoma definidor da síndrome da fadiga crônica (ou encefalomielite miálgica) é, claro, a fadiga. Mas essa fadiga possui características específicas. É a fadiga que dura pelo menos seis meses, piora com o esforço mental ou físico, e que não melhora não importa o quanto você descanse. É mais comum em mulheres na faixa dos 40 e 50 anos.

Ninguém sabe ao certo o que causa a fadiga crônica, e em geral é diagnosticada após o descarte de outros males e leva em conta outros sintomas comuns, como dor de garganta, inchaço dos gânglios linfáticos, dores musculares e problemas de concentração.

Não há cura para a doença ou mesmo um tratamento específico. Em vez disso, mudanças no estilo de vida como ditar o próprio ritmo podem garantir mais energia. Algumas pessoas se beneficiam de medicação ou terapia cognitiva.

 

Fibromialgia

Fadiga não é o sintoma mais pronunciado de fibromialgia (que é a dor), mas é um grande fator, junto com problemas de memória e oscilações de humor e dificuldades em dormir. A doença é mais comum em mulheres. Os cientistas não entendem a fibromialgia por completo, mas acreditam que pode ser causada por mudanças na forma como o cérebro processa os sinais de dor.

Enquanto não há cura, uma variedade de medicamentos pode ajudar a controlar os sintomas de fibromialgia. Exercício, relaxamento e redução do estresse também podem ajudar.

Certos antidepressivos podem ajudar a aliviar a fadiga da fibromialgia, e não apenas controlar a dor, que é exaustiva por si mesma, mas outros mecanismos também podem ser úteis, de acordo com a Mayo Clinic.

 

Dor crônica

Estar em constante dor, seja por qual for o motivo, vai cansar você.

Seu corpo está ocupado lidando com a inflamação que está causando a doença. Lidar com a dor também pode dificultar o sono e a prática de exercícios, aumentando a sensação de degradação. Certos medicamentos para aliviar a dor também podem consumir sua energia.

Contate o seu médico para ver se há uma maneira de tratar a patologia subjacente causadora da dor ao mesmo tempo em que trata dessa sensação de cansaço. Qualquer doença crônica, não apenas a dor crônica, pode causar fadiga porque desvia a energia da vida cotidiana.

 

Problemas de tireoide

Tanto uma tireoide muito ativa como uma pouco ativa podem causar fatiga. A culpada mais comum é uma glândula pouco ativa, a que não produz hormônio tireoidiano suficiente. Ter uma tireoide pouco ativa, também chamada de hipotireoidismo, também pode significar ganho de peso e dores musculares.

“Quando a tireoide trabalhava mais devagar, o corpo compensa até certo ponto, mas se a glândula for incapaz de liberar uma quantidade normal do hormônio tireoidiano por dia, o corpo perderá, aos poucos, a capacidade de gerar energia, não apenas para o dia-a-dia, mas também para o crescimento e metabolismo das células”, de acordo com o Dr. Santana.

O hipotireoidismo é tratado com reposição do hormônio tireoidiano. Medicamentos diferentes e às vezes cirurgia podem tratar uma glândula hiperativa, também chamada de hipertireoidismo.

 

Depressão

O estresse da vida cotidiana pode cansar você. Estar deprimido ou ansioso pode ser o responsável por grande parte deste quadro. Fadiga devido a depressão é mais do que apenas falta de energia diária; é também apatia, problemas de concentração e memória, é sentir-se oprimido e desmotivado.

O que pode se tornar um ciclo vicioso, com a depressão alimentando a fadiga, que alimenta a depressão. E alguns antidepressivos podem piorar a situação. Converse com seu médico sobre antidepressivos que não causem fadiga e explorem tratamentos não medicamentosos como a terapia comportamental cognitiva.

Send this to a friend