AVISO - COVID-19: Estamos com atendimento segunda/terça/quinta/sexta/sábado. Maiores informações, entrar em contato via WhatsApp

Artrose na coluna

A artrose na coluna é uma patologia que afeta as articulações da coluna, sendo um problema muito comum em idosos, mas que pode acontecer em qualquer idade. Se você está curioso e quer conhecer um pouco mais sobre artrose na coluna para evitar o problema, ou se já apresentou o problema e quer saber como cuidar fique por aqui. Nós vamos tratar sobre vários assuntos que abordam a artrose na coluna.

Ela também é conhecida como espondilose. A artrose na coluna é uma doença degenerativa.

O sintoma principal é a dor na coluna, quadril e pescoço. As articulações com o tempo ficam mais fracas e o indivíduo pode perder a estrutura espinhal, por isso o problema é muito comum em idosos.

A artrose pode afetar várias regiões da coluna como a lombar, a cervical, torácica e sacral, podendo afetar todos esses lugares ou apenas uma região.

Sintomas da artrose na coluna

A dor é principalmente nas costas, atinge as nádegas e muitas vezes parece realmente estar no quadril.

  • À medida que piora, as pessoas costumam relatar queimação na parte externa da coxa e, às vezes, dor na perna.
  • A dor da artrose na coluna é geralmente pior com carga ou movimento.
  • A rigidez e a dor nas costas e/ou no pescoço tendem a ser piores pela manhã (principalmente por cerca de 30 minutos após acordar), geralmente chamadas de “dor no primeiro movimento”.
  • A dor geralmente diminui para um nível mais tolerável ao longo do dia à medida que a pessoa realiza suas atividades.
  • Dor e rigidez tendem a piorar novamente à noite.
  • A dor que interrompe o sono geralmente é um indicador de osteoartrite.

Locais de artrose na coluna

Artrose Cervical – A artrose na coluna cervical é bem comum, pois a degeneração é mais precoce e susceptível, pois existe uma grande amplitude de movimento.

Nesse caso os sintomas variam bastante, a dor na região é muito comum, ela também pode irradiar para outros lugares como ombros, braços, escápulas e até mão, o paciente com artrose cervical também apresenta torcicolos e dificuldade ou dor ao engolir.

Artrose Torácica – A artrose torácica não é um local muito comum de artrose, além disso ele não costuma causar muitos sintomas. Essa área tem uma maior estabilidade e menor amplitude de movimento, o sintoma principal é a dor e ela pode irradiar para as costelas.

Artrose Lombar – Esse é o local mais frequente de artrose na coluna. A região lombar tem muita mobilidade e suporta todo o peso do corpo, ela ainda faz uma grande transferência de carga entre a coluna vertebral e a bacia, por isso é mais comum ter artrose nessa região.

Mesmo assim é mais comum em pessoas idosas ou indivíduos que já passaram dos 40 anos.

Os sintomas mais comuns são a dor e rigidez que muitas vezes aparece na parte da manhã, a dor irradia também algumas vezes para as pernas ou uma das pernas e o paciente não tem alteração na mobilidade das pernas.

Causas de dores

A artrose na coluna se desenvolve gradualmente e é frequentemente associada à degeneração da coluna vertebral em adultos mais velhos.

Pode estar relacionado ao desgaste, distúrbios autoimunes, infecção e outras condições. Às vezes, a inflamação também pode afetar os locais onde ligamentos e tendões se ligam aos ossos da coluna vertebral.

Independentemente da localização exata, a artrite nas costas ou no pescoço pode ser dolorosa e muitas vezes se torna crônica.

A dor nas articulações e a rigidez nas facetas podem começar a ocorrer após longos períodos de inatividade, como sentar-se em longas viagens ou assistir a um filme de duas horas. Com osteoartrite avançada e aumento do atrito entre os ossos, a dor geralmente se torna substancial mesmo em repouso ou com muito pouco movimento.

Diagnóstico de artrose na coluna

Para fazer o diagnóstico o médico vai pedir alguns exames como radiografia, ressonância magnética e tomografia computadorizada. Assim que o problema for diagnosticado o tratamento começa, é importante saber que a artrose na coluna não tem cura, essa é uma doença degenerativa e piora com o envelhecimento. Mesmo assim, existe tratamentos para amenizar os sintomas.

O paciente pode tomar medicamentos para aliviar a dor, pode ser necessário fazer exercícios físicos e acupuntura. Em alguns casos a cirurgia é indicada, principalmente quando a dor não passa com remédios e exercícios, na cirurgia o mais comum é fazer a descompressão dos nervos e estabilização da coluna.

A artrose geralmente aparece com a idade, ou seja, com o desgaste natural das articulações da coluna.

O que causa a artrose

Já falamos um pouco sobre isso, a artrose geralmente aparece com a idade, ou seja, com o desgaste natural das articulações da coluna, mas ela pode aparecer por outros motivos também, por exemplo, o excesso de exercício físico.

A osteoartrite da coluna vertebral é um desgaste da cartilagem das articulações e discos no pescoço e na região lombar.

Se você se exercita muito o não faz exercícios com o acompanhamento de um médico a artrose na coluna pode aparecer e pode se tornar um grande problema.

Nesses casos se você não tem um acompanhamento no momento dos exercícios tente fazer exercícios mais leves que não prejudicam a coluna. Mas o mais indicado mesmo é fazer exercícios com acompanhamento para evitar que você faça esforço errado ou exagerado. A artrose na coluna também pode aparecer por causa de movimentos repetitivos, traumatismo ou em pessoas que já tem pré-disposição genética.

Para pessoas com menos de 45 anos, a osteoartrite é mais comum entre os homens.

Após os 45 anos, a osteoartrite é mais comum entre as mulheres. A osteoartrite ocorre com mais frequência entre pessoas com excesso de peso. Também ocorre com mais frequência naqueles que trabalham ou praticam esportes que exercem estresse repetitivo em certas articulações.

Prevenção de osteoartrose

Pode-se prevenir esse problema sabendo das causas. Uma das formas de prevenção mais fáceis e interessantes é o exercício de fortalecimento, dessa forma você vai conseguir manter a cartilagem funcionando bem e sem desgaste. Observar a postura e fazer exercícios para melhorar a postura também é importante, se você já está na idade de 40 anos e ainda não se preocupou com o fortalecimento dessa área e a postura, é melhor começar a prestar mais atenção nessa área.

Exercício físico como musculação e natação ajudam muito, esse tipo de exercício trabalha o corpo todo e ajuda a fortalecer a área da coluna. Mas lembre-se de fazer exercícios com acompanhamento de um profissional. Comece a prestar mais atenção também na sua postura, observe a forma que você se senta, levanta, como abaixa para pegar objetos no chão e até a forma que anda. Se você começar a adotar uma postura correta e evitar posições erradas e forçadas não vai sobrecarregar a articulação.

Sempre que fizer atividade física mais intensa tente descansar um pouco, a articulação pode ficar comprometida depois de uma atividade física e o repouso é muito importante. Evite também carregar peso ou fazer atividades de impactos repetitivos, esse cuidado é importante principalmente se você já tem mais de 40 anos.

Por último, use calçados confortáveis e que oferecem uma boa base de apoio e evite a obesidade. A obesidade pode gerar grandes problemas para a coluna, você precisa ficar atento para que seu peso não prejudique sua saúde, a obesidade pode acarretar inúmeros problemas como diabetes, pressão alta, câncer, infertilidade, doenças no coração e também problemas na coluna como a artrose.

Obesidade e artrose na coluna

Se você quiser saber um pouco mais sobre a obesidade e os problemas que ela pode causar na coluna veja o artigo que falamos sobre isso, se você está obeso é melhor se preocupar, perder peso é muito mais fácil que lidar que todos os problemas citados aqui.

Conclusão

A artrose na coluna é um problema bastante comum na atualidade e não tem cura, você precisa ficar atento e evitar o problema para não ter que lidar com ele o resto da vida. Mostramos aqui como você pode prevenir o problema, comece agora mesmo a fazer exercícios para fortalecer a área, perca peso, evite sobrecarga e vigie sua postura.

Dr. Marcus Yu Bin Pai

CRM-SP: 158074 / RQE: 65523 - 65524 | Médico especialista em Fisiatria e Acupuntura. Área de Atuação em Dor pela AMB. Doutorando em Ciências pela USP. Pesquisador e Colaborador do Grupo de Dor do Departamento de Neurologia do HC-FMUSP. Diretor de Marketing do Colégio Médico de Acupuntura do Estado de São Paulo (CMAeSP). Integrante da Câmara Técnica de Acupuntura do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP). Secretário do Comitê de Acupuntura da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED). Professor convidado do Curso de Pós-Graduação em Dor da Universidade de São Paulo (USP). Membro do Conselho Revisor - Medicina Física e Reabilitação da Journal of the Brazilian Medical Association (AMB).

3 Comentários

Deixe o seu comentário.
  • Eu tenho artrose ja faz mais de dez anos no inicio fiz os tratamento certo que o medico mandou fazer para aliviar as dores mas ela nao tem cura mesmo e evitar tudo que for de fazer força ou movimento obscuro ai eu tive que abandonar tudo o tratamento das dores enfim abandonei geral hoje eu estou inprestavel e 24 horas com dor nao sei o que mais fazer mais ela esta tao avançada no meu corpo que dificulta ate a respiraçao e tanta dor que as unhas ate dormece e muito trite e a pior dores absurdas se morrese fosse bom eu pedia para morrer,voce nao cosegue nem dormi direito o maximo 3 horas por noite ai voce vai tentar levantar da cama e nao consegui sozinho tem que ter alguem para ter ajudar,mas faz parte da vida,pelo amor de Deus,quem nao tem se cuide da sua saude.Obrigado.

  • bom dia eutenho todos esses sintomas
    prescrito no texto.

  • Bom dia,
    Eu tenho Hernia de disco e agora estou com tendinite infra espinhal nos dois ombros e nos dois joelhos com desgaste , e osteoartose incipente nos pés , tendinopatia do calcâneo neervo ciatico comprometido. sinto muito dor.qual o melhor exercicio indicado. Grata-Terezza

Leave a Reply to Rubens C Garcia Cancel Reply

Send this to a friend