CENTRO DE TRATAMENTO DE DOR: Dor, Acupuntura Médica, Ondas de Choque, Fisiatria e Fisioterapia.

Sintomas Persistentes de Covid

Você já deve ter ouvido falar sobre os sintomas persistentes de Covid. Pois é, alguns dos sintomas da doença permanecem mesmo após o fim da infecção. 

Neste artigo, iremos falar exatamente sobre eles: quais são, como se apresentam, os mais graves e a forma de tratamento existente.

Então, se quer saber tudo sobre o assunto, continue a leitura e fique por dentro!

Estudos apontaram a existência de 6 tipos diferentes de infecção por Covid-19.

Nesses estudos, o tipo de Covid é classificado de acordo com as características de seus sintomas.

  1. Quadro parecido com uma gripe sem febre: apresenta dor de cabeça, perda de olfato, dor muscular, dor de garganta, tosse e dor no peito.
  2. Quadro semelhante a uma gripe que apresenta febre: dor de garganta, dor de cabeça, perda de olfato, tosse, rouquidão, febre e perda de apetite.
  3. Quadro que envolve problemas gastrointestinais: os sintomas são dor de cabeça, perda de olfato, perda de apetite, dor de garganta, diarreia, dor no peito, e não possui tosse.
  4. Quadro grave nível 1: dor de cabeça, perda de olfato, tosse, febre, rouquidão, dor no peito e fadiga.
  5. Quadro grave nível 2: dor de cabeça, perda de olfato, perda de apetite, tosse, febre, rouquidão, dor de garganta, dor no peito, fadiga, confusão mental e dor muscular.
  6. Quadro grave nível 3: dor de cabeça, perda de olfato, perda de apetite, tosse, febre, rouquidão, dor de garganta, dor no peito, fadiga, confusão mental, dor muscular, falta de ar, diarreia e dor abdominal.

 

Entenda também sobre a cefaleia e sua relação com a Covid-19.

Os sintomas persistentes mais frequentes são anosmia, fadiga, ageusia e dispneia.

Sintomas persistentes de Covid-19 

Para analisar quais são os sintomas persistentes de Covid-19, foi feito um estudo de dados de pessoas infectadas pelo vírus e outras que já foram contaminadas, mas se recuperaram.

Os sintomas que foram mais frequentemente relatados são:

  • Problemas cerebrais
  • Anosmia
  • Dor nas articulações
  • Fadiga
  • Ageusia
  • Perda do olfato
  • Dispneia
  • Distúrbios do sono
  • Danos no coração
  • Cefaleia
  • Palpitações
  • Dificuldade de concentração
  • Danos nos pulmões
  • Mialgia e artralgia
  • Algumas dificuldades envolvendo a memória
  • Problemas nos rins.

 

Os sintomas persistentes mais frequentemente relatados, nesse estudo, como moderados a graves foram anosmia, fadiga, ageusia e dispneia.

Sintomas persistentes mais graves 

Os sintomas e complicações mais graves que podem continuar se agravando e gerando mais desconforto, geralmente envolvem os rins, os pulmões e doenças que já acometiam o paciente.

Fibrose pulmonar

Entre os pacientes de Covid, não é comum que haja uma grande dificuldade para respirar. Pelo contrário, a maioria deles apresenta pouca ou nenhuma dificuldade.

Porém, em casos mais graves, a doença pode evoluir para uma fibrose pulmonar, que consiste na cicatrização do tecido após o dano, ou para uma bronquiolite obliterante.

 

Fibrose nos rins

Em uma pessoa infectada pelo coronavírus é comum que o sistema imunológico fique afetado, isso é, possui um alto grau de fragilidade.

Dessa forma, as células inflamatórias podem atingir também os rins, podendo causar, nesses órgãos, um processo de fibrose, insuficiência renal aguda e até fazer surgir a necessidade de realizar uma diálise.

 

Agravamento de doenças preexistentes 

Os sintomas de doenças preexistentes podem ser intensificados após a infecção por Covid. 

Ainda não se sabe o motivo exato porquê isso acontece, mas especialistas e estudiosos tentam descobrir e entender essas razões. 

 

Ansiedade e depressão

Os problemas psicológicos também são muito relatados pelos pacientes acometidos por Covid, principalmente por conta do isolamento social que é obrigatório durante esses tempos difíceis.

Além disso, esses sintomas psicológicos podem surgir por diversos motivos diferentes, especialmente por conta do medo de ser infectado ou de que um parente ou amigo próximo seja atingido.

Alguns desses sintomas psicológicos envolvem palpitações, sudorese, taquicardia, inquietação e excesso de preocupação.

YouTube Hong Jin Pai

A busca por tratamentos dos sintomas persistentes de covid

Sintomas Persistentes de Covid

Estudiosos do Reino Unido já começaram a fazer pesquisas sobre os pacientes do coronavírus, estudando os efeitos da doença num grande período após a infecção.

Esperam, com isso, conseguir entender melhor os efeitos que a infecção produz no corpo humano e, dessa forma, compreender que métodos podem ser utilizados para tratar os problemas que persistem mesmo após a recuperação do indivíduo.

O que já se sabe é que alguns tecidos do corpo como o do pulmão, coração, intestino e rins são vulneráveis à doença, e podem sofrer prejuízos com o decorrer do tempo.

Outro ponto importante que deve ser considerado, é que o vírus pode ainda estimular algumas reações inflamatórias, até mesmo em regiões do cérebro.

Porém, existem algumas maneiras de lidar com tais sintomas persistentes de Covid, utilizando métodos normalmente usados para aliviar esses problemas.

É possível aliviar a fadiga, por exemplo, realizando exercícios moderados e recomendados por um médico, além de tirar um tempo para fazer um repouso e descanso adequado.

Agora, quanto ao uso de medicamentos, uma terapia imunomodulatória pode ser uma excelente alternativa, desde que seja realizada em ambiente hospitalar.

 

Entenda mais sobre a síndrome pós-covid, causada por sintomas persistentes da doença, lendo outro de nossos artigos.

Clinica Hong Jin Pai Sao Paulo e1621991307344

RUA SAINT HILAIRE 96 – JARDIM PAULISTA – SÃO PAULO – SP

Clínica de Dor, Fisiatria e Acupuntura Médica

Clínica médica especializada localizada na região dos Jardins, próximo à Av. Paulista, em São Paulo — SP.

Centro de Dor, com médicos especialistas pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Tratamento por Ondas de Choque, Infiltrações, Bloqueios anestésicos e Acupuntura Médica

Dr. Andrew Seung Ho Park

CRM-SP: 157730 / RQE: 67991 | Médico Fisiatra e Neurofisiologista. Formado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Residência Médica em Fisiatria e Neurofisiologia Clínica (Eletroneuromiografia, Aplicação de Toxina Botulínica tipo A) pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Professor Colaborador do Centro de Estudo Integrado de Medicina Chinesa (CEIMEC). Título de Especialista em Acupuntura pelo Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura (CMBA).

Deixe o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.