CENTRO DE TRATAMENTO DE DOR: Dor, Acupuntura Médica, Ondas de Choque, Fisiatria e Fisioterapia.

Acupuntura para depressão

Estima-se que mais de 300 milhões de pessoas sofram com depressão em todo o mundo. A alta prevalência da doença é preocupante e leva a uma busca constante por novas formas de tratamento. 

Pesquisas recentes sugerem a acupuntura para depressão como uma alternativa promissora. Ao que tudo indica, a terapia é tão efetiva quanto os antidepressivos e ainda pode ajudar a controlar os efeitos colaterais comuns a tais medicamentos. 

O tratamento visa desbloquear o fluxo de energia e atua diretamente sobre a fonte do problema, interferindo em aspectos físicos e emocionais. 

Ao longo deste artigo você irá entender melhor esta doença para assim compreender de que maneira a acupuntura pode ajudar. Continue a leitura e saiba mais.

A depressão é uma doença que afeta o estado de humor do indivíduo, marcada por um sentimento predominante anormal de tristeza. 

Esta condição afeta pessoas de todas as idades, inclusive idosos e crianças, e independente do sexo, embora seja mais frequente em mulheres, com uma prevalência duas vezes maior do que em homens. 

Dentre os transtornos afetivos, agora classificados como distúrbios do humor, a depressão é a patologia mais importante. No grupo, estão inclusos transtornos mentais marcados por alterações significativas do estado de ânimo, como a ansiedade, por exemplo. Atualmente, esses são o principal problema de saúde pública na população geral.

A depressão é considerada uma doença psiquiátrica crônica. O distúrbio tem como sintomas tristeza profunda, perda de interesse, ausência de ânimo e oscilações de humor. Em casos mais graves, a doença pode levar a pensamentos suicidas.

É importante diferenciarmos o quadro de uma simples tristeza, que todos sentimos em alguns momentos da vida. O diagnóstico médico e o tratamento da condição são essenciais.

Acupuntura 

A acupuntura é uma técnica da Medicina Tradicional Chinesa. O termo vem do latim acus que significa agulha, e punctura, que quer dizer puncionar. Em suma, a técnica consiste em inserir agulhas através da pele nos tecidos subjacentes em pontos estratégicos visando efeitos terapêuticos.

Os pontos são distribuídos em todo o corpo e podem ainda ser estimulados por ventosas, pressão, estímulos elétricos e lasers. Ao longo dos últimos milhares de anos, os chineses descreveram cerca de 1000 pontos, dos quais 365 foram classificados em catorze grupos principais. Todos os pontos que pertencem a um dos grupos são ligados por uma linha imaginária na superfície do corpo denominada meridiano.

Se trata de um método terapêutico bem antigo, utilizado há aproximadamente 5000 anos no oriente, nascido na China, mas já cedo incorporado por outros países orientais como Japão, Coréia e Vietnã. 

O tratamento se baseia na compreensão de que o organismo é formado de matéria e energia, essa porção energética, chamada força vital ou Qi, circula através dos meridianos. As doenças seriam consequência de um desequilíbrio da circulação do Qi. 

Assim, a acupuntura tem como objetivo favorecer a recuperação de um equilíbrio, estimulada através de agulhas, fazendo com que o organismo crie condições internas para isso, aliviando desordens sem a necessidade de ingestão de drogas.

Toda doença é fruto de uma alteração na energia do organismo.

Como a medicina chinesa e a acupuntura interpretam a depressão?

A medicina chinesa compreende que toda doença é fruto de uma alteração na energia do organismo, que pode ter origem em uma mudança na quantidade de energia, deficitária ou excessiva, ou em sua qualidade, boa ou ruim. 

Além disso, pode ter relação com problemas na circulação da Qi, ou seja, a pessoa talvez tenha uma quantidade adequada e uma boa qualidade, mas a energia não está circulando adequadamente, o que deixa os sistemas e órgãos mal nutridos e pode levar a enfermidades. 

O transtorno depressivo tem origem em algum desses tipos de desequilíbrio. 

Para os chineses, a depressão, bem como outras doenças mentais, é reflexo do mau funcionamento de alguns órgãos, o que acaba repercutindo no cérebro. Essa relação se dá por meio de relações fisiológicas internas descritas pela medicina chinesa. 

Um bom exemplo é o caso do fígado e do intestino grosso, que quando em mau funcionamento, podem provocar um estado mental alterado, favorecendo o mau-humor. 

No caso da depressão, para os chineses, o problema está no eixo pulmões e coração. Isso não quer dizer que o indivíduo depressivo seja um cardiopata ou um pneumopata, mas que há algum tipo de desequilíbrio nesse eixo ou em alguma substância produzida por esses órgãos que interfere na química cerebral levando a um estado depressivo. 

O objetivo é que você compreenda o que é a depressão para medicina chinesa para então, entender a importância da acupuntura para depressão. 

O tratamento é realizado a partir da inserção de agulhas em vários acupontos relacionados com o funcionamento do eixo coração-pulmão.

Acupuntura para depressão

1 5

A acupuntura para depressão tem seus efeitos baseados na capacidade da técnica de reduzir os distúrbios emocionais por meio de sua ação moduladora sobre o sistema nervoso central. 

A inserção das agulhas estimula terminações nervosas existentes na pele e em tecidos subjacentes. Esses pontos, chamados acupontos, possuem baixa impedância, ou seja, apresentam uma baixa resistência à passagem da corrente elétrica. 

Quando a pessoa se encontra em estado patológico, a impedância se apresenta alterada justamente nos locais que correspondem aos órgãos e sistemas doentes. 

O sistema nervoso periférico atua como uma interface, um substrato material para a rede elétrica de pontos de acupuntura e canais invisíveis por onde passa a energia. Você pode pensar em uma rede de fios elétricos para compreender melhor o sistema. 

Com isso, mediante estímulo em tais pontos, é enviada uma mensagem através das fibras nervosas periféricas para o sistema nervoso central, que passa a produzir substâncias químicas como serotonina, noradrenalina e dopamina, todas elas de alguma maneira relacionadas ao humor e às emoções.

Dentre os efeitos da liberação dessas substâncias, podemos citar ainda efeitos analgésico, anti-inflamatório, relaxante muscular e sobre os sistemas endócrino e imunológico.

Os benefícios do tratamento são diversos. Graças ao estímulo a pontos específicos do corpo, a acupuntura provoca fenômenos de neuromodulação em diferentes níveis, e por isso contribui para a normalização de funções motoras, sensoriais, autonômicas, neuroendócrinas, de controle de expressão emocional e corticais espinais.

Benefícios comprovados cientificamente

Os benefícios da acupuntura para depressão já estão cientificamente comprovados. Desde 1995 a acupuntura é reconhecida como especialidade médica pelo Conselho Federal de Medicina, tornando-se uma excelente alternativa terapêutica em diversos casos.

É necessário entender que o tratamento não faz milagres, e que a acupuntura para depressão é apenas um dos caminhos para o tratar a doença. 

Além disso, acupuntura é um tratamento útil para muitas patologias, mas não faz milagre. Se a pessoa não ajustar o estilo de vida, não perceber e reavaliar os fatores perpetuantes de seus sintomas, não haverá resposta satisfatória.

Como vimos, diversos estudos já mostraram que o método pode ser tão efetivo quanto o tratamento com antidepressivos. São muitos os pesquisadores que se dedicaram a entender melhor essa relação, e diversos achados se somam e sugerem uma importante vantagem em incluir a acupuntura na terapia contra depressão. 

Muitas pessoas ainda desconhecem as vantagens ou mesmo têm preconceito. Contudo, não há bons motivos para se preocupar. 

Além de cientificamente comprovada, a prática não tem contraindicações. Ademais, as agulhas são finas e não chegam a causar desconforto significativo. 

Embora em alguns pontos possam surgir pequenos hematomas locais, efeitos colaterais são raros.  Estudos de segurança da acupuntura indicam que a taxa de efeitos adversos do procedimento é muito menor do que medicamentos comuns como analgésicos simples.

É importante, contudo, contar com um profissional especializado e experiente. O tratamento é precedido por uma anamnese completa, exame físico e se necessário, exames complementares. 

O devido acompanhamento a evolução clínica da doença e a eventuais mudanças é essencial. 

Leia também: 5 Benefícios da Acupuntura

Clinica Hong Jin Pai Sao Paulo e1621991307344

RUA SAINT HILAIRE 96 – JARDIM PAULISTA – SÃO PAULO – SP

Clínica de Dor, Fisiatria e Acupuntura Médica

Clínica médica especializada localizada na região dos Jardins, próximo à Av. Paulista, em São Paulo — SP.

Centro de Dor, com médicos especialistas pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Tratamento por Ondas de Choque, Infiltrações, Bloqueios anestésicos e Acupuntura Médica

Dr. Marcus Yu Bin Pai

CRM-SP: 158074 / RQE: 65523 - 65524 | Médico especialista em Fisiatria e Acupuntura. Área de Atuação em Dor pela AMB. Doutorado em Ciências pela USP. Pesquisador e Colaborador do Grupo de Dor do Departamento de Neurologia do HC-FMUSP. Diretor de Marketing do Colégio Médico de Acupuntura do Estado de São Paulo (CMAeSP). Integrante da Câmara Técnica de Acupuntura do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP). Secretário do Comitê de Acupuntura da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED). Presidente do Comitê de Acupuntura da Sociedade Brasileira de Regeneração Tecidual (SBRET). Professor convidado do Curso de Pós-Graduação em Dor da Universidade de São Paulo (USP). Membro do Conselho Revisor - Medicina Física e Reabilitação da Journal of the Brazilian Medical Association (AMB).  

Deixe o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Send this to a friend