CENTRO DE TRATAMENTO DE DOR: Dor, Acupuntura Médica, Ondas de Choque, Fisiatria e Fisioterapia.

Dor nas Costas – Pode ser COVID?

Você sabia que dor nas costas pode ser sinal de Covid-19?

A presença do sintoma nem sempre significa que a pessoa acometida está infectada pela doença.  

Contudo, a quantidade de casos de pessoas que relatam sentir dor nas costas aumentou significativamente com a chegada da pandemia, não só por conta da condição, mas principalmente por conta do isolamento que somos obrigados a fazer para nos manter protegidos.

Se você possui dúvidas sobre o assunto, e pensa que a dor nas costas pode estar associada à infecção por Coronavírus, leia este artigo até o final e entenda tudo sobre isso!

De acordo com um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), que analisou quase 56 mil casos de Covid-19 na China, quase 15% dos pacientes sentem este tipo de dor após a infecção.

O sintoma, nesses casos, é consequência da inflamação causada pela reposta imunológica do corpo na luta contra o vírus. Normalmente a sensação é diferente daquela provocada pelo excesso de exercícios físicos, por exemplo, e pode durar de dias até semanas. 

Contudo, a dor nas costas, quando surge isoladamente, ou seja, sem a presença de outros sintomas, não chega a ser considerada um sintoma de Covid-19.

O sintoma pode estar relacionado a outros problemas de saúde nas costas, em algum outro lugar do corpo que pode causar dor na região, ou até mesmo ser um efeito do isolamento por causa da quarentena.

Tosse, febre e falta de ar são os principais sintomas.

Sintomas de Coronavírus

O coronavírus causa sintomas normalmente presentes em doenças infecciosas, mas, nesse caso, a maioria deles surge no sistema respiratório.

Para saber mais sobre estes sintomas, elaboramos uma lista, dos mais leves aos mais graves.

Sintomas mais leves e comuns

  1. Febre
  2. Tosse
  3. Fadiga
  4. Perda de olfato
  5. Perda de paladar.

Sintomas menos comuns

  1. Dores na garganta
  2. Dor na cabeça
  3. Diarreia
  4. Irritações na pele
  5. Descoloração dos dedos dos pés ou das mãos
  6. Olhos irritados

Sintomas graves

  1. Falta de ar ou alterações na respiração 
  2. Mobilidade, perda da fala, ou confusão
  3. Dor no peito

Dor nas Costas – O Que Mais Pode Ser?

Há diversos tipos de dor nas costas, já que é um sintoma comum entre várias condições, podendo indicar diferentes complicações.

Saiba mais sobre os tipos de dor nas costas e o que pode causá-las.

Dor na área central das costas

Sendo um dos tipos mais comuns de dor que pode atingir nas costas, a dor na área central pode estar ligada a diferentes causas, como: traumas, fraturas, desgaste no tecido das costas e hérnia de disco.

Esse sintoma, geralmente, não está associado a grandes ou graves fraturas, mas, deve receber atenção caso esteja persistindo por um longo período.

Dor no meio do tórax 

A dor no tórax é um tipo de dor nas costas que pode significar existência de problemas no coração, aorta, esôfago, coluna e algum tipo de alteração na região, causada por uma lesão ou exercício.

Nos casos em que o paciente apresenta dores persistentes, normalmente acompanhadas por outros sintomas, o recomendado é que ele procure um especialista para realizar exames que investiguem possíveis sinais de risco.

Dor abaixo dos ombros

Essa região, localizada exatamente abaixo dos ombros, possui o objetivo de realizar a estabilização e auxiliar a movimentação dos ombros.

A dor nas costas abaixo do ombro pode significar que existe uma instabilidade muscular ou algum tipo de alteração musculoesquelética.

Dor na região superior das costas

A dor na parte superior das costas pode ocorrer devido à fadiga, cansaço, postura errada, estresse e, algumas vezes, por excesso de atividades físicas ou prática de exercícios pesados.

Para esses quadros específicos, o recomendado é praticar exercícios e realizar alguns movimentos que estiquem o músculo e causem o alívio das dores.

Dor na lombar

É um tipo bem comum de dor nas costas, e que pode atingir pessoas de todas as idades.

Normalmente este tipo de dor é um sinal de exaustão, postura inadequada em longos períodos de repouso, ao sentar ou andar, por exemplo, ou sedentarismo.

A dor na lombar, em grande parte dos casos, não apresenta problemas muito preocupantes e graves, mas, deve receber bastante atenção quando estiver atuando em conjunto com outros sintomas, como febre e dor ao urinar.

Saiba mais sobre a dor na lombar em outros de nossos artigos!

2 1

O que fazer ao apresentar sintomas graves de Covid?

Ao apresentar os sintomas graves de Covid, o melhor a se fazer é procurar atendimento médico o mais rápido possível.

Para os pacientes que apresentam os sintomas mais leves, o adequado é ficar em casa e se cuidar em isolamento.

Uma infecção por Covid pode levar de cinco a seis dias para apresentar sintomas, mas, esses sinais também podem se manifestar com até 14 dias após a infecção.

Alívio da Dor nas Costas e o Cuidado com o Corpo

Para te ajudar a aliviar a dor nas costas durante a pandemia, elaboramos uma lista de dicas que você pode seguir para amenizar os seus sintomas, confira:

  • Caminhe por algum cômodo da sua casa, fazendo se for o caso vá até a uma área exterior e respire um pouco.
  • Opte por tomar banhos quentes, pois a água morna é uma ótima maneira de fazer os músculos relaxarem.
  • Descanse, dando preferência às posições em que suas costas fiquem totalmente apoiadas. Isso pode ser feito em uma cadeira ou cama.
  • Se alongue. O alongamento é uma excelente forma de esticar o músculo e melhorar a dor.
  • Tenha uma boa rotina de sono. Durma em posições que garantam a postura reta e procure dormir pelo menos 8 horas diárias.
  • Faça uma massagem nas regiões do corpo que possuem maior tensão. Massageie utilizando suas próprias mãos.
  • Não se automedique. Sempre que for utilizar um remédio, lembre-se de que ele deve ser prescrito por um médico e recomendado para o seu caso.

 

Você também pode saber mais sobre como combater a dor nas costas clicando aqui!

Dr. Andrew Seung Ho Park

CRM-SP: 157730 / RQE: 67991 | Médico Fisiatra e Neurofisiologista. Formado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Residência Médica em Fisiatria e Neurofisiologia Clínica (Eletroneuromiografia, Aplicação de Toxina Botulínica tipo A) pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Professor Colaborador do Centro de Estudos Integrados de Medicina Chinesa.

Deixe o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Send this to a friend