CENTRO DE TRATAMENTO DE DOR: Dor, Acupuntura Médica, Ondas de Choque, Fisiatria e Fisioterapia.

Cisto sinovial – Cistos no punho e nas mãos

O que é o cisto sinovial?

Cisto Sinovial é uma alteração benigna comum, podendo surgir em várias articulações do corpo, porém é mais fácil ser encontrado nas mãos e no punho.

Caracteriza-se por ondulações ou abaulamentos formados por bolsas, onde possuem um líquido. O mesmo presente nas articulações, devido a isso, apresenta o nome sinovial.

Em todas as articulações do corpo existe um líquido chamado de sinovial, o qual juntamente com as cartilagens, impede que ocorra o atrito entre um osso e outro, durante a movimentação. Ou seja, o líquido funciona como uma espécie de lubrificante, protegido por uma bolsa chamada sinóvia, e fabricado por glândulas presentes na própria articulação.

Portanto, podemos dizer que o cisto sinovial é um pequeno nódulo, o qual é formado devido a um vazamento do líquido presente nos tendões, cápsula articular, ligamentos, ou bainhas dos tendões. Após ocorrido o extravasamento do líquido, ele torna-se visível e palpável na pele, podendo aumentar ou diminuir de tamanho, e geralmente acomete mulheres com idades entre 15 a 40 anos.

 

dor cisto sinovial

 

Causas do Cisto Sinovial

As causas são desconhecidas, muitos casos ocorrem sem ter um motivo aparente, porém outras devido algum evento traumático, por causa do uso excessivo da articulação.

Muitas vezes é observado em pessoas que fazem movimentos repetitivos, ou que já possuem algum outro tipo de problema que podem afetar as articulações, como artrite, tendinite e artrose. Esses problemas fazem com que a articulação tenha uma instabilidade, causando um acúmulo de líquido, ocasionando todo o processo de criação do cisto.

A tenossinovite, é uma inflamação da camada que envolve os tendões, a sinóvia, e sua causa é desconhecida, muitas vezes é devido alguma inflamação por esforços repetitivos. Sabemos que o cisto é causado por um extravasamento da bolsa que protege os tendões, ou seja, geralmente ele vem acompanhado por uma tenossinovite.

 

Sintomas do cisto sinovial

Como falado anteriormente, o cisto sinovial tem início na articulação, muitas vezes, antes de seu surgimento, podem aparecer alguns sintomas, sendo a dor como o principal.

Além do processo doloroso, devido à dilatação que ocorre dos tecidos que estão ao seu redor, a principal queixa dos pacientes é a limitação de movimento, pois sua localização não favorece a mobilidade da articulação.

Muitas vezes eles podem acometer nervos responsáveis pela sensibilidade do local, causando uma grande irritação e consequentemente dor. O cisto não é doloroso, o que realmente causa a dor, são os tecidos que estão sendo comprimidos ao seu redor.

Durante sua formação, existe um canal que comunica com a articulação ou entre a bainha do tendão, o qual é chamado pedículo. Muitas vezes, por esse canal, o líquido que forma o cisto volta para a articulação, é uma forma do organismo tratar o problema, ocorrendo uma diminuição de seu tamanho. Ou pode acontecer de passar mais líquido pelo canal, e fazer com que ele se tornar ainda maior.

O quisto, quando localizado entre as camadas dos tendões extensores e articulações, pode ficar oculto, e não palpável. A pessoa acometida, irá suspeitar que existe um problema no local, após sentir dor, e realizando exames de imagem para diagnosticar.

Na fase inicial da artrose, a qual é definida por um desgaste nas cartilagens dos ossos, com o objetivo de melhorar a lubrificação das articulações, podem surgir cistos nos dedos. O seu surgimento pode causar uma deformidade, chamado cisto mucoso, ocasionando dor intensa e inflamação.

 

Diagnóstico do cisto sinovial

Muitas vezes o cisto sinovial é assintomático, levando a pessoa buscar tratamento é devido à estética do local afetado.

Quando há relato de dor, geralmente ocorre durante os movimentos de extensão, ou quando ocorre uma descarga de peso na articulação afetada.

O diagnóstico pode ser feito através do exame físico, como palpação, e pedido de exames de imagem, como raio-x e ultrassonografia, onde se poderá ver o seu tamanho, localização e consistência.

 

Tratamento do cisto sinovial

O tratamento irá depender da queixa dos pacientes, pois não se trata de um problema grave, o qual poderá acometer articulações, ou ser uma doença que possa evoluir com o passar do tempo. Inclusive, muitas vezes ele poderá até desaparecer sozinho, ou após algum trauma na articulação que faça ele sumir.

Inicialmente poderá ser feito somente uma observação do caso, para ver se ele vai persistir, sumir ou causar dor. Alguns médicos podem receitar analgésicos, anti-inflamatórios, ou até mesmo imobilizar o punho, para amenizar a dor.

Caso a dor persistir, poder ser realizada uma cirurgia para a retirada do cisto sinovial, juntamente com a sua origem.

Cirurgia para cisto sinovial

O tratamento cirúrgico é a última opção, somente é realizado quando o problema realmente estiver causando muito incômodo ao paciente.

A cirurgia no punho, é feita através de um acesso transverso, acompanhando as linhas de força do punho, é um procedimento cuidadoso devido à proximidade dos tendões extensores, e ramos sensitivos do nervo radial. Após romper a cápsula, é observado a saída do material que pode ser gelatinoso.

A recuperação do pós-operatório irá variar de pessoa para pessoa, tamanho e localização do cisto, mas podemos dizer que no geral é tranquila, sendo priorizada o controle do edema, dor, cicatrização, podendo estar recuperado após 14 até 20 dias.

Pode ser realizado uma aspiração com ou sem infiltração como forma de tratamento, consiste em um procedimento simples, com aplicação de anestésico antes de iniciar o procedimento, e com uma agulha mais grossa é feito a aspiração diretamente. Esse procedimento pode ser realizado no próprio consultório médico, não é uma técnica definitiva, pois o mesmo poderá voltar, porém não apresenta riscos como a cirurgia.

A aspiração retira o líquido que está presente na bolsa formada, não fecha o canal por onde ele passa, portanto, novamente poderá extravasar e voltar ao tamanho que estava antes. A punção para drenagem é feita somente em casos bem específicos, devido aos 90% de chance de retornar.

Como tratamento conservador, além de recomendar o uso de órteses, deve-se orientar o paciente a não usar excessivamente a articulação, pois poderá dificultar a reabsorção que o organismo faz para tratar o problema.

Clinica Hong Jin Pai Sao Paulo e1621991307344

RUA SAINT HILAIRE 96 – JARDIM PAULISTA – SÃO PAULO – SP

Clínica de Dor, Fisiatria e Acupuntura Médica

Clínica médica especializada localizada na região dos Jardins, próximo à Av. Paulista, em São Paulo — SP.

Centro de Dor, com médicos especialistas pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Tratamento por Ondas de Choque, Infiltrações, Bloqueios anestésicos e Acupuntura Médica

Dr. Carlos Roberto Babá

CRM-SP 47825 / RQE 12910, 19925 | Médico especialista em Ortopedia, Traumatologia e Acupuntura. Médico Colaborador do Grupo de Dor do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Monitor do curso do CEIMEC – Centro de Estudo Integrado de medicina Chinesa.

Deixe o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.