AVISO: Retornaremos o atendimento parcialmente a partir de 07/04. Para maiores informações, favor entrar em contato via WhatsApp

A depressão está ligada a dores nas costas

Viver com dor crônica nas costas ou pescoço (cervicalgia ou lombalgia) pode levar a depressão, sensação de stress, ansiedade, tristeza ou outros sintomas relacionados a saúde mental. Seu médico especialista em coluna ou especialista em dor como o médico fisiatra pode sugerir o encaminhamento a um psicólogo e/ou psiquiatra.

Receber recomendações para procurar um profissional de saúde mental não quer dizer que a dor está toda na sua cabeça. Muito pelo contrário, o médico está dando um passo positivo no caminho de tratar você por inteiro – tratando tanto sua dor física quanto a emocional.

Dores crônicas nas costas e no pescoço são complexas

dor nervo ciatico

Como alguém vivendo com dores crônicas cervicais e lombares causadas por  hérnia de disco, espondilose (uma doença degenerativa dos discos da espinha dorsal) ou algum outro problema na coluna, você compreende que a dor é um problema complexo e trata-la exige a destreza de um médico especialista.

Talvez seu programa de administração da dor lombar inclua uma combinação de tratamentos – uma medicação para dor neuropática, um relaxante muscular, um bloqueio paraespinhoso ou injeção espinhal epidural periódica, sessões de acupuntura ou infiltração de ponto gatilho, e/ou fisioterapia.

Bem, tratamentos de stress, ansiedade e depressão (existem tipos diferentes) requerem o mesmo nível de perícia, porém de alguém especializado em problemas de saúde mental.

Depressão e dor crônica

Você sabia que depressão e dor crônica normalmente caminham lado a lado? Depressão é uma condição séria, não é nada para se envergonhar. Já foi reportado em estudos médicos que 50% da população com dor crônica sofre de depressão. Então, se você está deprimido, você está longe de estar sozinho.

Os sinais e sintomas de depressão podem se manifestar de forma diferente de pessoa para pessoa, mas cansaço, insônia, mudanças na alimentação, indiferença e sentimentos desesperançosos são todos muito comuns. Notavelmente, depressão pode contribuir diretamente para dor nas costas e no pescoço, já que incômodos contínuos e dor são sintomas muito comuns de depressão.

Tratando depressão e dores crônicas

remedios para controle de dor e depressao

Duas classes de antidepressivos frequentemente utilizados para tratar depressão em pessoas que sofrem de dores crônicas são inibidores seletivos da recaptação de serotonina selectiva (ISRS), serotonina e inibidores de recaptação de norepinefrina (IRNs).

ISRSs comumentes prescritos incluem fluoxetina e sertralina, enqunato antidepressivos comumente prescritos incluem duloxetina e venlafaxina.

Esses remédios mostraram-se seguros e efetivos para administração de depressão no contexto de dor crônica, mas como todas as medicações, podem haver riscos e efeitos colaterais.

Como sempre, tenha certeza de discutir o uso dessas medicações com seu médico antes de começar qualquer regime de tratamento de dor crônica que as inclua, e informe o mesmo de qualquer medicamento (incluindo os que não necessitam de receita), homeopáticos e suplementos que está tomando no momento, para evitar qualquer tipo de interação negativa entre as substâncias.

Para além, ou em adição aos medicamentos, outros tipo de tratamentos para cervicalgias e lombalgias podem incluir:

historia da acupuntura brasil

  • Terapia cognitiva comportamental, também conhecida como terapia de conversa. O foco da terapia cognitiva comportamental é ajudar a pessoa a administrar sua situação – e pode incluir cativar o paciente a mudar certos padrões de pensamentos para um foco mais positivo, aprendendo como resolver problemas e perder medos.
  • Praticar técnicas de relaxamento como a meditação e ou exercícios respiratórios ajuda no controle e relaxamento das dores crônicas.
  • Considerar entrar em um grupo de apoio.
  • Exercícios regulares que podem ajudar a diminuir sentimentos de stress, ansiedade e depressão. Exercícios causam liberação de endorfina no corpo, o que faz com que você se sinta melhor e ajude a reduzir sua percepção de dor também.
  • Acupuntura, que pode ajudar a aliviar sintomas de ansiedade e depressão leves, além de ajudar no controle da dor crônica e relaxamento da musculatura.


Referências:

  1. Tartakovsky M. Vivendo com dor crônica e depressão. PsychCentral.com. 18 de abril de 2013 http://psychcentral.com/lib/living-with-chronic-pain-and-depression/. Acessado 30 de julho de 2015

Deixe o seu comentário

Send this to a friend