CENTRO DE TRATAMENTO DE DOR: Dor, Acupuntura Médica, Ondas de Choque, Fisiatria e Fisioterapia.

Ansiedade dá dor no corpo? Saiba tudo sobre a doença

A ansiedade é o motivo de vários sintomas que acometem diversas pessoas pelo mundo, principalmente nos dias de hoje.

Você sabia que o termo ansiedade é usado para falar sobre os vários distúrbios do corpo, causados por medo, preocupação ou mesmo nervosismo em excesso?

Esse tipo de reação ocorre quando nos encontramos em situações de muito estresse e até mesmo em alguns momentos normais do dia a dia.

Sim, a ansiedade dá dor no corpo! E esse é um dos sintomas mais comuns da doença, mas a dor pode estar associada a muitos outros fatores.

Então, para te explicar tudo sobre a ansiedade e responder se as dores no seu corpo estão ligadas a ela, continue a leitura. 

Conheça também 7 práticas que ajudam a aliviar o estresse e a ansiedade na quarentena.

Vamos falar melhor sobre os sintomas físicos da ansiedade e explicar quais outros fatores podem causar dores no corpo. Acompanhe.

Vários dos sintomas de ansiedade podem se assemelhar aos de outras doenças, e é justamente por esse motivo que não é tão simples chegar ao diagnóstico exato dessa patologia.

Por isso, vamos entender sobre alguns desses sintomas e como eles se apresentam nesses casos? São eles:

Leia também: Saiba qual é a diferença entre preocupação e ansiedade.

 

Dor no corpo

Como vimos, sim, a ansiedade dá dor no corpo. A dor no corpo é um sintoma físico que normalmente surge em um transtorno de ansiedade, sendo comumente associada a outros fatores.

Essa dor pode se apresentar de muitas maneiras, podendo afetar até mesmo o corpo por inteiro e atrapalhar a realização de atividades comuns do dia a dia.

Algumas das maneiras de como a dor no corpo pode surgir são:

 

Dor no peito e taquicardia

É comum que em um transtorno de ansiedade a pessoa se assuste com as dores no peito e com a palpitação.

Sentir o coração acelerado pode preocupar a qualquer um, principalmente quando surge de forma repentina e sem razão óbvia.

A palpitação ocorre em momentos de estresse e ansiedade porque nessas situações o organismo libera uma grande quantidade de adrenalina, hormônio que regula o sistema cardiovascular.

Com a quantidade desregulada de adrenalina, a frequência cardíaca aumenta tanto a ponto de conseguirmos sentir os batimentos do nosso coração.

Se você for a um médico nesse estado é possível que ele associe esse taquicardia a fatores emocionais.

 

Tensão muscular

A ansiedade pode deixar os músculos tensionados, como se estivessem prontos para reagir a uma ameaça.

O medo, a apreensão e o pânico que surgem sem um motivo aparente deixam o cérebro em alerta ao captar um perigo em  potencial.

Essa tensão muscular pode muitas vezes chegar a ser incapacitante, e pode levar ao consumo excessivo de relaxantes musculares. 

Lembre-se: não faça o uso de medicamentos sem antes consultar o seu médico.

 

Sudorese

A sudorese também é um sintoma bem comum na ansiedade, mas também pode surgir em outras situações.

Com os altos níveis de adrenalina no organismo, o estado de alerta constante e o corpo tenso e ansioso, é bem comum suar e sentir muito desconforto na região das axilas.

O aumento do nervosismo e da preocupação só deixam tudo ainda pior, visto que estimulam a transpiração.

 

Tremores no corpo

Chamado tremores psicogênicos, este sintoma é um dos mais comuns quando estamos ansiosos e nervosos.

Com o medo excessivo e a apreensão, o corpo se prepara para agir contra o perigo aparente, assim causando sensações de tremores e espasmos que normalmente ocorrem nos membros inferiores e superiores, incluindo outras áreas do corpo.

 

Náuseas

A náusea é um sintoma totalmente desagradável em qualquer situação, e está presente também nos transtornos de ansiedade.

A náusea não é seguida de vômito, fazendo com que a pessoa ansiosa fique se sentindo mal até o sintoma desaparecer ou, em alguns casos, evoluir para uma gastrite nervosa.

A diarréia, a constipação e a indigestão também são outros problemas relacionados ao sistema digestivo que podem surgir, podendo aparecer isoladamente ou até mesmo vários deles de uma vez.

 

Falta de ar

O ato de respirar é comum e involuntário, então é normal que durante o dia a gente nem se dê conta disso.

Porém, quando uma pessoa está ansiosa, o padrão de respiração se torna irregular e um tanto dificultoso, principalmente por fazer o ansioso ficar atento a seu ritmo.

As respirações curtas e aceleradas geram a hiperventilação que, por consequência, acaba diminuindo o nível de dióxido de carbono no sangue, sendo fator de surgimento de diversos outros sintomas, como:

  • Dores no peito
  • Tremores no corpo
  • Dormência nos pernas e braços
  • E boca seca.

 

Aqui você pode saber mais sobre a ansiedade e estresse.

Transtornos psicológicos, doenças, falta de postura e alguns outros fatores podem causar dores e prejudicar o funcionamento do seu corpo durante o dia.

Outros fatores que podem estar associados à dor no corpo

Para você conseguir entender ainda melhor e ficar mais atento aos sinais do seu corpo, vamos listar por quais outros motivos a dor no corpo pode atingir você.

Transtornos psicológicos, doenças, falta de postura e alguns outros fatores podem causar dores e prejudicar o funcionamento do seu corpo durante o dia, veja alguns exemplos:

  1. Ansiedade
  2. Gripe
  3. Dengue
  4. Resfriados
  5. Zika
  6. Artrite
  7. Posição ruim durante o sono
  8. Chikungunya
  9. Atividades físicas
  10. Fibromialgia.

Quando consultar um médico?

ansiedade

Geralmente, o ideal a se fazer é marcar uma consulta com seu médico quando a dor no corpo não dá sinais de melhora após 3 dias.

Essa visita é ainda mais importante se outros sintomas, como uma febre intensa e persistente, dor com grau mais elevado, desmaio, suor frio, perda de peso de causa desconhecida, falta de ar ou respiração ofegante, náuseas e vômitos surgirem.

Os especialistas mais adequados para esses casos são o clínico geral, reumatologista ou fisioterapeuta.

O médico consegue identificar de onde sua dor está vindo, bem como o motivo por trás do surgimento dos outros sintomas, e assim pode entregar um diagnóstico preciso e indicar o tratamento mais adequado para o seu caso.

Clinica Hong Jin Pai Sao Paulo e1621991307344

RUA SAINT HILAIRE 96 – JARDIM PAULISTA – SÃO PAULO – SP

Clínica de Dor, Fisiatria e Acupuntura Médica

Clínica médica especializada localizada na região dos Jardins, próximo à Av. Paulista, em São Paulo — SP.

Centro de Dor, com médicos especialistas pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Tratamento por Ondas de Choque, Infiltrações, Bloqueios anestésicos e Acupuntura Médica

Dr. Marcus Yu Bin Pai

CRM-SP: 158074 / RQE: 65523 - 65524 | Médico especialista em Fisiatria e Acupuntura. Área de Atuação em Dor pela AMB. Doutorando em Ciências pela USP. Pesquisador e Colaborador do Grupo de Dor do Departamento de Neurologia do HC-FMUSP. Diretor de Marketing do Colégio Médico de Acupuntura do Estado de São Paulo (CMAeSP). Integrante da Câmara Técnica de Acupuntura do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP). Secretário do Comitê de Acupuntura da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED). Presidente do Comitê de Acupuntura da Sociedade Brasileira de Regeneração Tecidual (SBRET). Professor convidado do Curso de Pós-Graduação em Dor da Universidade de São Paulo (USP). Membro do Conselho Revisor - Medicina Física e Reabilitação da Journal of the Brazilian Medical Association (AMB).  

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Send this to a friend